Champions League 2017-18

Bayern vence por 3 a 1 mas PSG termina em primeiro na Champions League

Equipe de Neymar saiu derrotada da Alemanha, mas tem a vantagem de decidir em casa no mata-mata

O primeiro gol de Tolisso na Allianz Arena.
O primeiro gol de Tolisso na Allianz Arena.Adam Pretty / Bongarts/Getty Images

Mais informações

O Bayern de Munique  venceu o PSG por 3 a 1 nesta terça-feira, na Allianz Arena, na Alemanha, pela última rodada da fase de grupos da Champions League. O placar, entretanto, não foi o suficiente para os alemães, que terminam o grupo B classificados atrás dos parisienses. O time de Munique, precisando do resultado, conseguiu abrir 2 a 0 já no primeiro tempo, com gols de Lewandowski e Tolisso, ambos sozinhos na frente do gol de Areola em duas jogadas do colombiano James Rodríguez pela esquerda. O trio Neymar, Cavani e Mbappé até ameaçou o gol alemão, mas não teve sucesso em nenhuma conclusão durante a primeira etapa.

No segundo tempo, o PSG aproveitou a lentidão dos alemães para diminuir, com Mbappé de cabeça. Logo, porém, o time de Munique voltou a controlar a partida, chegando ao terceiro gol em grande jogada de Coman finalizada em chute de Tolisso. Com a necessidade de mais dois gols para chegar à liderança, o Bayern continuou em cima, mas não movimentou mais o placar. Ulreich, goleiro que substitui Neuer, fez excelentes defesas e foi quem mais chamou a atenção durante o jogo; James Rodríguez, Coman, Tolisso do lado bávaro e Mbappé do lado francês também se destacaram. Por outro lado, Neymar não fez um bom jogo e Thiago Silva saiu machucado na etapa final.

A derrota foi a segunda seguida do PSG (pelo Campeonato Francês, a equipe perdeu para o Strasbourg) e acabou com a série 100% na Liga dos Campeões. Ainda passando em primeiro, os franceses decidem as oitavas de final em Paris, enquanto o Bayern jogará a primeira partida em Munique. O sorteio do mata-mata acontece a próxima segunda-feira, dia 11.

Veja como contamos Bayern de Munique x PSG, minuto a minuto

Debido a las excepcionales circunstancias, EL PAÍS está ofreciendo gratuitamente todos sus contenidos digitales. La información relativa al coronavirus seguirá en abierto mientras persista la gravedad de la crisis.

Decenas de periodistas trabajan sin descanso para llevarte la cobertura más rigurosa y cumplir con su misión de servicio público. Si quieres apoyar nuestro periodismo puedes hacerlo aquí por 1 euro el primer mes (a partir de junio 10 euros). Suscríbete a los hechos.

Suscríbete