obituarios

Cofundador do AC/DC, Malcolm Young morre aos 64 anos

A banda o recorda como um “visionário que inspirou muita gente”

Malcolm Young tocando com AC/DC no Marquee Clube, em Londres, em 1976.
Malcolm Young tocando com AC/DC no Marquee Clube, em Londres, em 1976.Michael Putland (Getty Images)

Malcolm Young, guitarrista e cofundador do grupo de hard rock AC/DC, morreu neste sábado, segundo informou a família em nota. A banda confirmou a morte através de um comunicado publicado em seu site.

“Conhecido pela destreza musical, Malcolm era um compositor, guitarrista, músico, produtor e visionário que inspirou muita gente”, diz o comunicado, informando que ele morreu “pacificamente” com a sua família ao lado da cama.

Mais informações

“Ele sabia desde o início o que queria alcançar. Junto com seu irmão mais novo, conquistou os palcos do mundo e deu tudo de si em cada show. Seus fãs não teriam se conformado com menos”, diz a nota.

Seu irmão, Angus Young, assina na página oficial do AC/DC um pequeno texto em que expressa, em nome da banda, “sua profunda tristeza” pela morte de Malcolm. “Como guitarrista, compositor e visionário, era um perfeccionista, um homem único”, recorda.

“Como irmão, é difícil expressar com palavras o que ele significou para mim ao longo da minha vida. O vínculo que tínhamos era único e muito especial”, prossegue. “Deixa um enorme legado que viverá para sempre. Um trabalho bem feito, Malcolm”, conclui.

Malcolm Young deixou a banda após ser diagnosticado com demência. Lutava havia três anos contra a doença, ao lado de seus seres queridos. Seu lugar no AC/DC foi assumido por Stevie, sobrinho de Young.