Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Amar, verbo transitivo

Na cidade cinza que vive em horário de rush, a felicidade dos casais flagrados em horinhas de descuido pelas estações do metrô de São Paulo

  • Pode até não existir amor em SP, mas no metrô da cidade não falta. Encontrar casais apaixonados nada avessos às demonstrações públicas de afeto pode se tornar uma espécie de hobby (passar o tempo procurando coisas bonitas nas estações é mais divertido que ficar pensando na lotação dos vagões)
    1Pode até não existir amor em SP, mas no metrô da cidade não falta. Encontrar casais apaixonados nada avessos às demonstrações públicas de afeto pode se tornar uma espécie de hobby (passar o tempo procurando coisas bonitas nas estações é mais divertido que ficar pensando na lotação dos vagões) EL PAÍS
  • Os registros foram inspirados no projeto #AmoresAnônimos, da jornalista Daniela Arrais, que transformou algumas das fotos, publicadas por pessoas comuns no Instagram com a hashtag, no livro 'Amores Anônimos' (Capote Books + Contente).
    2Os registros foram inspirados no projeto #AmoresAnônimos, da jornalista Daniela Arrais, que transformou algumas das fotos, publicadas por pessoas comuns no Instagram com a hashtag, no livro 'Amores Anônimos' (Capote Books + Contente). EL PAÍS
  • #Amoresnometrô virou, então, um rompante de romantismo da redação do EL PAÍS. Na imagem, a receita da felicidade num quadro: beijo e pão de queijo na estação República.
    3#Amoresnometrô virou, então, um rompante de romantismo da redação do EL PAÍS. Na imagem, a receita da felicidade num quadro: beijo e pão de queijo na estação República. EL PAÍS
  • Numa cidade gigantesca como São Paulo, a geografia pode atrapalhar o amor. A não ser que você veja num cantinho da estação República um refúgio digno e perfeito.
    4Numa cidade gigantesca como São Paulo, a geografia pode atrapalhar o amor. A não ser que você veja num cantinho da estação República um refúgio digno e perfeito. EL PAÍS
  • Haicai de um autor desconhecido (por favor, se é você o autor quem lê, se manifeste): "O amor é igual à avenida Paulista: começa no Paraíso e termina na Consolação". Esperamos que esses dois tenham mais sorte.
    5Haicai de um autor desconhecido (por favor, se é você o autor quem lê, se manifeste): "O amor é igual à avenida Paulista: começa no Paraíso e termina na Consolação". Esperamos que esses dois tenham mais sorte. EL PAÍS
  • Afeto na República (como gostaríamos que não fosse só na estação).
    6Afeto na República (como gostaríamos que não fosse só na estação). EL PAÍS
  • Ênfase discreta no cantinho da estação MASP do metrô.
    7Ênfase discreta no cantinho da estação MASP do metrô. EL PAÍS
  • Uma pausa romântica na Vila Mariana.
    8Uma pausa romântica na Vila Mariana. EL PAÍS
  • Fim de expediente caloroso na Fradique Coutinho.
    9Fim de expediente caloroso na Fradique Coutinho. EL PAÍS
  • Muitos trens já passaram, mas eles seguem se beijando em Santa Cecília.
    10Muitos trens já passaram, mas eles seguem se beijando em Santa Cecília. EL PAÍS
  • Despedida num canto qualquer da linha verde do metrô.
    11Despedida num canto qualquer da linha verde do metrô. EL PAÍS
  • Os trens passam, mas aqui, no Anhangabaú, não há pressa.
    12Os trens passam, mas aqui, no Anhangabaú, não há pressa. EL PAÍS
  • Existe amor em SP. #amoresnometrô
    13Existe amor em SP. #amoresnometrô EL PAÍS