_
_
_
_

Prepare os casacos: começa o outono no Hemisfério Sul

O friozinho sentido em muitas partes do Brasil no fim de semana não deixa dúvidas: o verão acabou

Tu suscripción se está usando en otro dispositivo

¿Quieres añadir otro usuario a tu suscripción?

Si continúas leyendo en este dispositivo, no se podrá leer en el otro.

¿Por qué estás viendo esto?

Flecha

Tu suscripción se está usando en otro dispositivo y solo puedes acceder a EL PAÍS desde un dispositivo a la vez.

Si quieres compartir tu cuenta, cambia tu suscripción a la modalidad Premium, así podrás añadir otro usuario. Cada uno accederá con su propia cuenta de email, lo que os permitirá personalizar vuestra experiencia en EL PAÍS.

En el caso de no saber quién está usando tu cuenta, te recomendamos cambiar tu contraseña aquí.

Si decides continuar compartiendo tu cuenta, este mensaje se mostrará en tu dispositivo y en el de la otra persona que está usando tu cuenta de forma indefinida, afectando a tu experiencia de lectura. Puedes consultar aquí los términos y condiciones de la suscripción digital.

Los colores del otoño. La foto es del año pasado en el valle de Ordesa, en el Pirineo aragonés. / DAVID SANTIAGO GARCIA (GETTY)
Los colores del otoño. La foto es del año pasado en el valle de Ordesa, en el Pirineo aragonés. / DAVID SANTIAGO GARCIA (GETTY)

O friozinho sentido em muitas partes do Brasil no fim de semana não deixa dúvidas: o verão acabou no Hemisfério Sul. Nesta segunda-feira começa oficialmente o outono na metade sul do planeta, assim como na parte setentrional o inverno dá lugar à primavera. O que marca essas mudanças é o equinócio de outono, em março, quando o dia e a noite duram o mesmo tempo, devido à passagem do Sol pelo equador celeste do planeta.

Mais informações
Ano bissexto. Por que existe?
Solstício: chega a noite mais curta do ano, e a mais longa

O equinócio ocorre duas vezes ao ano, em 20 ou 21 de março e em 22 ou 23 de setembro, quando o Polo Norte e o Polo Sul se encontram à mesma distância do Sol. Nesse momento, a luz se projeta por igual em ambos os hemisférios.

As variações de data de um ano para o outro se devem aos ajustes entre os anos do calendário, incluindo os bissextos, e a duração de cada órbita da Terra ao redor do Sol, o chamado ano trópico.

Neste momento, o dia e a noite têm a mesma duração, mas no decorrer dos dias as horas de luz irão diminuindo no sul, ao mesmo tempo em que se prolongam no norte. Com a chegada do outono, dependendo da latitude, é a época em que as folhas das árvores secam e caem.

As estações astronômicas ocorrem porque a Terra gira ao redor do Sol numa órbita quase circular, mas com o eixo de rotação inclinado de forma constante a 66,5º em relação ao plano da órbita, o que produz diferentes iluminações dos Hemisférios Norte e Sul durante o ano.

O equinócio de março, por ser o começo da primavera no Hemisfério Norte, marcava o início do ano em praticamente todos os calendários da antiguidade e em vários ainda vigentes, como o persa e o indiano

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
_
_