Decreto de Trump põe obstáculos na emissão de vistos para brasileiros

Agora só menores de 14 anos e maiores de 80 estarão livres de entrevistas para primeiro visto

Decreto assinado por Trump afeta brasileiros e argentinos.
Decreto assinado por Trump afeta brasileiros e argentinos.MICHAEL REYNOLDS / EFE

Mais informações

A emissão de vistos para brasileiros também foi afetada pelo decreto assinado pelo presidente norte-americano Donald Trump que barra refugiados e imigrantes de sete países majoritariamente muçulmanos. Foi ampliada a exigência de entrevistas para vistos emitidos pela primeira vez e, no caso de renovações, foi encurtado o prazo em que é possível conseguir o documento sem passar por uma nova entrevista. Além do Brasil, a Argentina também foi atingida pela mudança.

Antes do decreto, solicitantes entre 14 e 15 anos e entre 66 e 79 anos possuíam isenção de entrevistas para a emissão dos vistos. Com a mudança, porém, só terão isenção aqueles com idade inferior a 14 anos ou a partir de 80 anos.

Aos que desejam renovar o visto após o vencimento, o período permitido para que o façam sem ter que fazer novas entrevistas é de até 12 meses. Anteriormente, a renovação sem entrevista poderia ser feita em até quatro anos. Continuam a ter isenção de entrevista os solicitantes de vistos diplomáticos e oficiais de governos estrangeiros e organizações internacionais.

O decreto de Trump provocou onda de críticas de vários líderes mundiais e organizações, além de protestos nos EUA. O endurecimento das regras migratórias parece deixar mais distante a meta brasileira de obter o fim da exigência de vistos dos EUA para brasileiros em negociação há anos com a Casa Branca.

Debido a las excepcionales circunstancias, EL PAÍS está ofreciendo gratuitamente todos sus contenidos digitales. La información relativa al coronavirus seguirá en abierto mientras persista la gravedad de la crisis.

Decenas de periodistas trabajan sin descanso para llevarte la cobertura más rigurosa y cumplir con su misión de servicio público. Si quieres apoyar nuestro periodismo puedes hacerlo aquí por 1 euro el primer mes (a partir de junio 10 euros). Suscríbete a los hechos.

Suscríbete
O mais visto em ...Top 50