Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

COI fecha patrocínio com a chinesa Alibaba para os Jogos Olimpícos

Empresa asiática de comércio eletrônico chega a um acordo para ser sócia oficial até a Olimpíada de 2028

Jack Ma (e), fundador da Alibaba, e Bach (d), presidente do COI, em Davos.
Jack Ma (e), fundador da Alibaba, e Bach (d), presidente do COI, em Davos. AP

Alibaba, a companhia chinesa dedicada ao comércio eletrônico pela Internet, será um dos patrocinadores oficiais dos Jogos Olímpicos após fechar um acordo com o Comitê Olímpico Internacional (COI). Ambas as organizações anunciaram o negócio fechado nesta quinta por um comunicado, e, segundo a Reuters, fontes do COI asseguram que os patrocinadores pagam 100 milhões de dólares (aproximadamente 319 milhões de reais) por ciclos de quatro anos, que incluem os Jogos de inverno e de verão.

A empresa chinesa se soma a outras 12 como patrocinadora olímpica e será sócia oficial no Cloud Services (serviços de nuvem da internet) e em plataformas de e-commerce. Também será sócia fundadora do Canal Olímpico, que informa sobre as notícias dos Jogos. O acordo ocorre justo quando a Ásia se prepara para ser anfitriã de três Olimpíadas seguidas: as de inverno em Pyongyang 2018, de verão em Tóquio 2020 e de inverno novamente em Pequim 2022. As outras 12 multinacionais aliadas com o COI são Coca-Cola, Mc Donalds, Atos, Bridgestone, Dow, GE, Panasonic, Samsung, P&G, Omega, Toyota y Visa.

"Nesta nova era digital, a Alibaba tem uma posição privilegiada para ajudar o COI a alcançarseus objetivos para a agenda olímpiada de 2020. É uma aliança inovadora que vai a judar a tornar mais eficiente a organização olímpica até 2028 e vai acompanhar o desenvolvimento global das novas oportunidades tecnológicas", afirmou Thomas Bach, o predisente do COI, nesta quinta, em Davos, na Suíça, onde ocorreu o acordo.

A China participou pela primeira vez de Jogos Olímpicos pela primeira vez em Helsinque 1952, mas não voltou a disputar até Los Angeles 1984. Desde então, não parou de cresceu no seu desenvolvimento esportivo e se transformou num protagonista das Olimpíadas.

MAIS INFORMAÇÕES