Terremoto no Chile

Alerta de tsunami no sul do Chile após terremoto de 7,6 na ilha de Chiloé

Até o momento, não há informações sobre possíveis vítimas. Moradores da ilha começam a evacuar a zona após o aviso

Estrada danificada pelo terremoto em Tarahuin (Chile).
Estrada danificada pelo terremoto em Tarahuin (Chile).STRINGER (REUTERS)

Por ordem do Escritório Nacional de Emergências (ONEMI) e do Serviço Hidrográfico e Oceanográfico do Chile (SHOA), quatro regiões do sul do Chile realizarão uma evacuação preventiva ante o risco de maremoto, após a ocorrência de um tremor de magnitude 7,6 na escala Richter com epicentro no município de Melinka, na região de Aysén, às 11h23 (12h23 em Brasília).

“Muita força e ânimo aos compatriotas afetados pelo sismo em Chiloé e outras zonas do sul! Protocolos de emergência já estão em operação”, afirmou a presidenta Michelle Bachelet no Twitter. As regiões afetadas pelas medidas são Biobío, La Araucanía, Los Lagos, Los Ríos e Aysén.

Até agora, não há informações sobre a existência de vítimas fatais e sobre os danos materiais do terremoto no arquipélago de Chiloé, embora o Chile geralmente tenha boa resistência aos abalos de forte intensidade. “Não temos dados sobre pessoas feridas”, indicou o diretor do ONEMI, Ricardo Toro.