Acidente de Avião Chapecoense

O tributo à Chapecoense nas redes sociais

Hashtags #Chapecoense, #ForçaChape e “FuerzaChapeco, sobre o acidente aéreo, são ‘tendências’ mundiais no Twitter

Torcedores da Chapecoense realizam vigília na Arena Condá.
Torcedores da Chapecoense realizam vigília na Arena Condá.Fernando Bizerra Jr. (EFE)

MAIS INFORMAÇÕES

O avião que levava os integrantes da equipe brasileira de futebol Chapecoense sofreu na noite desta segunda-feira um acidente perto do aeroporto José María Córdova de Medellín (Colômbia). Foram confirmadas as mortes de 75 das 81 pessoas que estavam a bordo. As redes sociais expressaram condolências e expuseram demonstrações de apoio diante do trágico acontecimento.

A Chapecoense viajava à Colômbia para disputar o jogo de ida da final da Copa Sul-americana contra o time local do Atlético Nacional. Trata-se de um clube jovem, fundado em 1973, que representa a cidade de Chapecó, que tem cerca de 210.000 habitantes. As várias homenagens no Twitter se reproduzem com as hashtags #Chapecoense, #ForçaChape e #FuerzaChapeco, que são trending topic em nível internacional.

A primeira homenagem no Twitter provém da conta do próprio clube, que compartilha a comemoração no vestiário logo após a classificação do time para a final da Copa, apenas cinco dias antes do acidente.

Um dos vídeos que tem sido mais compartilhado é o da torcida do time orando e cantando pelos mortos.

Alguns tuítes lembram a impressionante trajetória esportiva do clube, que em apenas sete anos subiu das séries inferiores para a elite do futebol, chegando a disputar a Copa Sul-americana. Lembram também a equipe titular que conseguiu chegar à final, feito festejado pelos torcedores como um pequeno milagre.

O chargista Omar Momani, especializado em futebol, compartilhou uma ilustração que homenageia a Chapecoense e que se tornou uma imagem recorrente nas últimas horas. O post original foi retuitado mais de 6.000 vezes.

Outra cena que tem estado entre as mais compartilhadas pelos usuários das redes sociais é a do vestiário da Chapecoense quase deserto, com um altar instalado nele e com alguns dos integrantes da equipe que não viajaram para a Colômbia. O argentino Alejandro Martinuccio, que não pôde participar da final por causa de uma lesão, pediu por meio de seu perfil que todos orem por seus colegas.

O time que seria o seu adversário, o Atlético Nacional, compartilhou no Twitter o escudo da equipe brasileira em branco e preto. Pediu, também, que a taça do torneio seja dada para a Chapecoense. Uma página de seguidores do clube colombiano publicou uma homenagem aos brasileiros que já foi retuitada mais de 31.000 vezes.

Quase todos os grandes clubes de futebol do mundo reagiram diante da notícia compartilhando o escudo da equipe brasileira. O Barcelona e o Real Madrid decidiram compartilhar uma imagem de seus elencos fazendo um minuto de silêncio pelas vítimas do acidente.