Crime organizado

Sequestro maciço em restaurante abala porto mexicano de Vallarta

Grupo de homens armados retirou 16 pessoas de um restaurante do balneário Puerto Vallarta

Imagem do restaurante La Leche, em Jalisco.
Imagem do restaurante La Leche, em Jalisco.Twitter

A violência que tem castigado o México conheceu um novo impulso nesta segunda-feira no conhecido balneário de Puerto Vallarta, no Estado de Jalisco. Um grupo de homens armados sequestrou 16 pessoas que estavam jantando em um restaurante localizado da região hoteleira por volta da uma da manhã. De acordo com as autoridades, existe a suspeita de que os homens levados sejam parte de um grupo criminoso, e um deles teria trabalhado na escolta do ex-governador Emilio González.

Segundo a promotoria de Jalisco, dois homens chegaram em duas vans brancas ao estacionamento do restaurante de luxo La Leche, onde entraram apontando as armas diretamente para os seus alvos. Os supostos sequestradores indicaram 16 dos clientes presentes e os obrigaram a subir nos veículos. Até o momento, estão todos desaparecidos.

Mais informações

O promotor geral do Estado, Eduardo Almaguer, confirmou no Twitter a ocorrência do sequestro e registrou estar na região por conta das investigações dos fatos.

Meios de comunicação locais afirmam que os sequestradores estavam encapuzados e que levaram um homem de camiseta vermelha e seus seguranças. No estacionamento, ficaram abandonados vários veículos de luxo: uma perua Doge Challenger, um Jeep Limited, um Land Rover, um Cadillac Escalade e uma Honda CRV, todos eles brancos. A promotoria informou em nota que ainda não identificou a propriedade dos carros, que poderiam pertencer aos agressores ou às suas vítimas.

O governador de Jalisco, Aristóteles Sandoval, comentou no Twitter esse aumento da violência em seu Estado. Segundo afirmou, seu Governo atua em coordenação com o do município para encontrar as pessoas sequestradas e os seus raptores. Aos turistas, informou, ainda, que mandou reforçar a segurança, a fim de que eles possam continuar com suas atividades “dentro da normalidade”.

O Estado de Jalisco, na região oeste do México, é conhecido por abrigar uma das três cidades mais importantes do país –Guadalajara—e por seus pontos turísticos, entre eles o balneário de Puerto Vallarta. Nos últimos três anos, porém, ele esteve presente no noticiário por conta das ações criminosas do narcotráfico, principalmente do cartel Jalisco Nova Geração, que se tornou o mais perigoso do país.