Governador de Indiana desponta como candidato a vice-presidente com Trump

Mike Pence, de 57 anos, é um republicano religioso que pode aproximar Trump do núcleo partidário

O governador de Indiana, Mike Pence, com Donald Trump, na última terça-feira.
O governador de Indiana, Mike Pence, com Donald Trump, na última terça-feira.JOHN SOMMERS II (REUTERS)

O governador de Indiana, Mike Pence, de 57 anos, desponta como companheiro de chapa de Donald Trump, segundo fontes da campanha citadas pelo The New York Times e outros veículos norte-americanos. Pence, um político religioso que agrada aos mais conservadores, tem potencial para ajudar o magnata nova-iorquino a limar as asperezas que atualmente o colocam a anos-luz de boa parte do partido e especialmente do núcleo republicano.

Mais informações

A nomeação também pode ajudar a chapa republicana a conquistar esse verniz presidencial que o discurso de Trump, sempre polêmico e às vezes racista e machista, ainda não obteve. Enquanto o Partido Democrata cerra fileiras em torno de Hillary Clinton, Trump, um outsider, enfrenta mais restrições por parte dos republicanos, a poucos dias do início da convenção de Cleveland que deverá ratificá-lo como candidato à Casa Branca.

O anúncio do número dois acontecerá nesta sexta-feira em Nova York. Pence apoiou Ted Cruz, conservador radical, durante a campanha das primárias, mas quando o senador do Texas se retirou ele passou a respaldar Trump. No ano passado, o governador de Indiana sancionou uma lei que permite a empresários recusar serviços a casais homossexuais se entenderem que isso viola sua liberdade religiosa. Os protestos se multiplicaram, e o Governo estadual precisou recuar.

Nascido e criado em Columbus (Indiana), estudou Direito e, antes de se tornar governador, em 2013, passou 10 anos como deputado. É casado e tem três filhos. Durante seu trabalho legislativo em Washington, firmou uma reputação como defensor “de um Governo limitado, da disciplina fiscal, de uma defesa nacional forte e de valores morais tradicionais”, segundo consta na sua própria biografia no site do Executivo estadual.

“Sou um cristão, um conservador e um republicano, nessa ordem”, disse certa vez o virtual companheiro de chapa de Trump. Vários figurões republicanos o elogiaram entusiasticamente, como o presidente da Câmara, Paul Ryan, que relutou bastante em apoiar o magnata imobiliário.

Trump e Pence testaram sua química neste mês jogando golfe em Nova Jersey e na residência oficial do governador em Indiana.

Outros nomes citados na imprensa norte-americana como possíveis candidatos a vice de Trump incluíam o governador de Nova Jersey, Chris Christie (que também aspirou à candidatura presidencial); o general da reserva Michael Flynn, que foi diretor da Agência de Inteligência Militar, e Newt Gingrich, ex-presidente da Câmara dos Deputados.

Regras

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: