Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Assim é o mapa do mundo de acordo com os idiomas que estudamos

Sim, todo o território colorido em verde corresponde ao inglês

Assim é o mapa do mundo de acordo com os idiomas que estudamos

Com mais de 120 milhões de usuários em todo o mundo, o aplicativo Duolingo faz parte da oferta de recursos gratuitos em que nos apoiamos para aprender um idioma. Os espanhóis, já se sabe, têm fama de não dominar muito bem essa matéria – principalmente o inglês -, mas, como são os outros países? O que motiva, por exemplo, um anglo-saxão a aprender outro idioma e qual ele escolhe?

Essas e outras perguntas foram levantadas pelo Duolingo, em uma investigação que realizou nos 194 países em que está presente. Os resultados, publicados no último 5 de maio em seu blog, alternam dados mais previsíveis – os estudantes de inglês ganham por goleada – com outros curiosos: o idioma mais estudado na Suécia é o sueco, e 60% dos usuários da Jamaica e de Trinidad e Tobago estão dando duro para aprender a gramática espanhola.

Assim é o mapa do mundo de acordo com os idiomas que estudamos

Porcentagem de estudantes de espanhol. Quanto mais escuro, mais interesse. Fonte: Duolingo

Para desenvolver o estudo, o aplicativo tomou como referência a atividade diária dos usuários durante três meses, e com ela, elaborou vários mapas que ilustram os idiomas eleitos como primeira ou segunda opção em cada país: 116 – entre eles, Espanha, a maior parte da América Latina, África e Ásia – escolhem o inglês. O francês tem menos entusiastas – primeira opção em 35 países -, assim como o espanhol, com 32.

Há que se ter em conta que, neste momento, a oferta desse aplicativo inclui 19 idiomas – entre eles, o russo e o galês. Mas não computa, por exemplo, o chinês, um estudo que tem aumentado consideravelmente nos últimos anos.

Assim é o mapa do mundo de acordo com os idiomas que estudamos

O idioma mais estudado no Duolingo por países. Fonte: Duolingo

Assim é o mapa do mundo de acordo com os idiomas que estudamos

O segundo idioma mais popular em cada país segundo os usuários de Duolingo

Em suas conclusões, o Duolingo menciona vários aspectos sócio-culturais que explicariam as preferências dos usuários: a imigração, a proximidade geográfica entre países e o peso das línguas oficiais. Fatores que seriam determinantes na hora de escolher o curso e que produzem dados curiosos como estes:

- O alemão é o idioma preferido em lugares tão diferentes como Bósnia e Namíbia – embora, nesse último, tenha sido a língua oficial até 1990. É também a segunda opção no Irã.

- A Argentina é uma exceção dentro da América Latina por ter o italiano como a segunda língua preferida.

- O sueco é o idioma mais estudado na Suécia, e o norueguês, o segundo na Noruega. Uma tendência, explica o Duolingo, que pode derivar do aumento da imigração nos dois territórios.

- Nos Estados Unidos – com uma porcentagem de imigrantes em torno de 13% - ocorre algo similar aos países nórdicos, pois 21% dos usuários do Duolingo utilizam o aplicativo para melhorar o seu inglês.


MAIS INFORMAÇÕES