IMPEACHMENT

A contagem regressiva para a votação do impeachment na Câmara

Confira as datas mais importantes do pedido de impedimento da presidenta Dilma Rousseff

Deputado Rogério Rosso, presidente da Comissão Especial do Impeachment.
Deputado Rogério Rosso, presidente da Comissão Especial do Impeachment. Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Quarta-feira, 6 de abril

MAIS INFORMAÇÕES

O relator do processo na Câmara, Jovair Arantes (PTB-GO), apresenta seu parecer sobre o pedido de impeachment

Sexta-feira, 8 de abril

Aberta a discussão. Os 65 deputados titulares podem falar por até 15 minutos cada um, enquanto os 65 suplentes têm 10 minutos — os 25 líderes partidários ainda podem falar por 15 minutos. A discussão pode varar a madrugada de sábado, pois precisa acabar até as 17h da segunda-feira, para a votação do relatório.

Segunda-feira, 11 de abril

A votação do relatório na comissão deve começar às 17h. Os 65 deputados votam para aprovar ou rejeitar o relatório por maioria simples.

Sexta-feira, 15 de abril

Data provável da votação definitiva no plenário da Câmara. A votação deve tomar pelo menos três dias e se estender pelo fim de semana. É preciso que ao menos 342 dos 513 deputados aceitem a indicação do relatório para que o processo de impeachment da presidenta seja encaminhado para avaliação do Senado.

Se o impeachment for aprovado na Câmara...

Segunda quinzena de abril (16-19)

Caso aceito na Câmara, o processo é encaminhado ao Senado.

Segunda quinzena de abril (21-30)

A comissão especial destacada pelo Senado avalia o pedido de impeachment e encaminha ao plenário do Senado seu parecer.

Primeira quinzena de maio (4-13)

O Senado delibera em plenário sobre a aceitação do pedido de impeachment. Caso aceite, a presidenta Dilma Rousseff é afastada do cargo e recebe um prazo de 20 dias para apresentar defesa.

Maio-outubro

Os senadores têm 180 dias para julgar a presidenta pelo crime de responsabilidade. Se usarem todo o prazo disponível, podem resolver a questão apenas em outubro. Os opositores do Governo têm esperança, contudo, de resolver tudo até agosto.

Arquivado Em: