Seleccione Edição
Login

Seis pessoas em estado grave na França por um teste farmacêutico

Um dos voluntários está em morte cerebral, segundo o Ministério da Saúde

Seis pessoas que tinham se submetido a um ensaio clínico com um novo medicamento estão em estado grave na França — uma delas em ressuscitação após entrar em “estado de morte cerebral”, segundo informou o Ministério da Saúde francês em um comunicado oficial, na manhã desta sexta-feira. A ministra francesa de Assuntos Sociais, Saúde e Direitos da Mulher, Marisol Touraine, viajou até a cidade de Rennes, na Bretanha, para conhecer de perto os detalhes do grave acidente. As vítimas, voluntários saudáveis que haviam se submetido aos testes com um novo medicamento por via oral, foram internadas no Centro Hospitalar Universitário de Rennes. Touraine deve dar explicações públicas sobre o ocorrido ainda na tarde desta sexta-feira.

La ministra de Sanidad, Marisol Touraine, el 4 de enero.
A ministra da Saúde, Marisol Touraine, em 4 de janeiro.

Ainda segundo as informações oficiais, o acidente ocorreu em um estabelecimento privado autorizado, especializado na realização de ensaios clínicos para avaliar a segurança do uso, a tolerância e os perfis farmacológicos de uma nova molécula em pessoas saudáveis. O teste foi suspenso e a Agência Nacional de Segurança dos Medicamentos e Produtos de Saúde (ANSM) está convocando todos os voluntários que se submeteram aos testes a se manter atentos aos possíveis efeitos secundários. A procuradoria-geral iniciou um inquérito.

Por enquanto, ainda não se sabe que tipo de droga foi usada no ensaio nem a qual laboratório pertence. Rennes abriga um importante centro de pesquisa médica chamado Biotrial, especializado no teste de medicamentos e com mais de 20 anos de experiência. O Governo não confirmou se esse é o centro envolvido no incidente. A França é uma potência de destaque na indústria farmacêutica. O laboratório Sanofi, o quarto do mundo em volume de negócios, é francês. Uma porta-voz da empresa afirmou ao EL PAÍS que o novo medicamento que estava sendo testado não é de seu laboratório.