Seleccione Edição
Login

Sobreviventes de Auschwitz 70 anos depois

Recordações de alguns dos prisioneiros que sobreviveram ao extermínio nazista

  • Lajos Erdelyi, de 87 anos, posa com um desenho feito por um amigo do campo de extermínio em Budapeste, 13 de janeiro de 2015. Erdelyi foi enviado a Auschwitz-Birkenau em maio de 1944 e mais tarde foi levado para outro campo. Quando foi libertado pesava menos de 30 quilos, tentou chegar em sua casa caminhando mas desmaiou, e foi levado a um hospital por um agricultor.
    1Lajos Erdelyi, de 87 anos, posa com um desenho feito por um amigo do campo de extermínio em Budapeste, 13 de janeiro de 2015. Erdelyi foi enviado a Auschwitz-Birkenau em maio de 1944 e mais tarde foi levado para outro campo. Quando foi libertado pesava menos de 30 quilos, tentou chegar em sua casa caminhando mas desmaiou, e foi levado a um hospital por um agricultor. REUTERS
  • Halina Brzozowska, de 82 anos, registrada com o número 86356, posa com uma imagem de si mesma tirada durante a guerra, em Varsóvia, 12 de janeiro de 2015. Brzozowska tinha 12 anos quando foi enviada com sua família a um campo em Pruszkow. Ela e sua irmã de 6 anos foram levadas de trem, posteriormente, para Auschwitz-Birkenau. É difícil para Brzozowska explicar o que lhes aconteceu. Foram tiradas de suas casas, separadas de seus familiares e perderam sua infância.
    2Halina Brzozowska, de 82 anos, registrada com o número 86356, posa com uma imagem de si mesma tirada durante a guerra, em Varsóvia, 12 de janeiro de 2015. Brzozowska tinha 12 anos quando foi enviada com sua família a um campo em Pruszkow. Ela e sua irmã de 6 anos foram levadas de trem, posteriormente, para Auschwitz-Birkenau. É difícil para Brzozowska explicar o que lhes aconteceu. Foram tiradas de suas casas, separadas de seus familiares e perderam sua infância. Reuters
  • Danuta Bogdaniuk-Bogucka (nome de solteira Kaminska), de 80 anos, posa para um retrato em Varsóvia, 5 de janeiro de 2015. Bogdaniuk-Bogucka tinha 10 anos quando foi enviada ao campo de Auschwitz-Birkenau com sua mãe. Depois da guerra, se reencontrou com sua mãe e descobriram que ambas estiveram no campo de Ravensbruck ao mesmo tempo.
    3Danuta Bogdaniuk-Bogucka (nome de solteira Kaminska), de 80 anos, posa para um retrato em Varsóvia, 5 de janeiro de 2015. Bogdaniuk-Bogucka tinha 10 anos quando foi enviada ao campo de Auschwitz-Birkenau com sua mãe. Depois da guerra, se reencontrou com sua mãe e descobriram que ambas estiveram no campo de Ravensbruck ao mesmo tempo. REUTERS
  • Jacek Nadolny, de 77 anos, registrado com o número 192685, tinha 7 anos quando foi enviado com sua família para Auschwitz-Birkenau de trem. Em janeiro de 1945 a família foi levada a um campo de trabalho em Berlim. Na imagem, Nadolny segura uma foto de sua família. Varsóvia, 7 de janeiro de 2015.
    4Jacek Nadolny, de 77 anos, registrado com o número 192685, tinha 7 anos quando foi enviado com sua família para Auschwitz-Birkenau de trem. Em janeiro de 1945 a família foi levada a um campo de trabalho em Berlim. Na imagem, Nadolny segura uma foto de sua família. Varsóvia, 7 de janeiro de 2015. Reuters
  • Eva Fahidi, de 90 anos, posa com uma foto de sua família, assassinada no campo de concentração durante a Segunda Guerra Mundial, em Budapeste, 12 de janeiro de 2015. Fahidi tinha 18 anos em 1944, quando ela e sua família foram levados de Debrecen para Auschwitz-Birkenau.
    5Eva Fahidi, de 90 anos, posa com uma foto de sua família, assassinada no campo de concentração durante a Segunda Guerra Mundial, em Budapeste, 12 de janeiro de 2015. Fahidi tinha 18 anos em 1944, quando ela e sua família foram levados de Debrecen para Auschwitz-Birkenau. REUTERS
  • Laszlo Bernath, de 87 anos, posa para uma foto em Budapeste, 12 de janeiro de 2015. Bernath tinha 15 anos quando levaram sua família ao campo de extermínio, mas lembra que seu pai lhe disse para mentir sua idade para que não se separassem. Disse que mesmo estando no campo, ele não sabia da existência das câmaras de gás. Budapeste, 12 de janeiro de 2015.
    6Laszlo Bernath, de 87 anos, posa para uma foto em Budapeste, 12 de janeiro de 2015. Bernath tinha 15 anos quando levaram sua família ao campo de extermínio, mas lembra que seu pai lhe disse para mentir sua idade para que não se separassem. Disse que mesmo estando no campo, ele não sabia da existência das câmaras de gás. Budapeste, 12 de janeiro de 2015. Reuters
  • Janina Reklajtis, de 80 anos, registrada com o número de campo 83043, segura uma foto sua tirada durante a guerra enquanto posa para um retrato em Varsóvia, 7 de janeiro de 2015. Reklajtis tinha 12 anos quando ela e sua mãe foram enviadas para Auschwitz-Birkenau. Em janeiro de 1945, foram levadas para um campo de trabalho em Berlim, onde permaneceram até serem libertadas.
    7Janina Reklajtis, de 80 anos, registrada com o número de campo 83043, segura uma foto sua tirada durante a guerra enquanto posa para um retrato em Varsóvia, 7 de janeiro de 2015. Reklajtis tinha 12 anos quando ela e sua mãe foram enviadas para Auschwitz-Birkenau. Em janeiro de 1945, foram levadas para um campo de trabalho em Berlim, onde permaneceram até serem libertadas. REUTERS
  • Maria Stroinska, de 82 anos, segura uma foto de sua família tirada antes da guerra. Stroinska tinha 12 anos quando ela e sua irmã foram enviadas de sua casa a um campo em Pruszkow, antes dela viajar sozinha de trem para Auschwitz-Birkenau. Varsóvia, 12 de janeiro de 2015.
    8Maria Stroinska, de 82 anos, segura uma foto de sua família tirada antes da guerra. Stroinska tinha 12 anos quando ela e sua irmã foram enviadas de sua casa a um campo em Pruszkow, antes dela viajar sozinha de trem para Auschwitz-Birkenau. Varsóvia, 12 de janeiro de 2015. Reuters
  • Janos Forgacs, de 87 anos, mostra um documento da época da guerra enquanto posa para uma foto em Budapeste, 12 de janeiro de 2015. Forgacs lembra que ele foi enviado para um campo em um vagão de gado, com as janelas fechadas com arame farpado. Um oficial militar os obrigou a entregar seus pertences dizendo-lhes que não precisariam mais deles.
    9Janos Forgacs, de 87 anos, mostra um documento da época da guerra enquanto posa para uma foto em Budapeste, 12 de janeiro de 2015. Forgacs lembra que ele foi enviado para um campo em um vagão de gado, com as janelas fechadas com arame farpado. Um oficial militar os obrigou a entregar seus pertences dizendo-lhes que não precisariam mais deles. REUTERS
  • Barbara Doniecka, de 80 anos, registrada com o número de campo 86341, posa em Varsóvia, 12 de janeiro de 2015. Doniecka tinha 12 anos quando foi enviada a Auschwitz-Birkenau com sua mãe.
    10Barbara Doniecka, de 80 anos, registrada com o número de campo 86341, posa em Varsóvia, 12 de janeiro de 2015. Doniecka tinha 12 anos quando foi enviada a Auschwitz-Birkenau com sua mãe. Reuters
  • Erzsebet Brodt, de 89 anos, posa em Budapeste, 12 de janeiro de 2015. Brodt tinha 17 anos quando foi enviada para Auschwitz-Birkenau junto com sua família. Lembra que, em sua viagem ao campo de prisioneiros, os que estavam doentes e as mulheres grávidas foram expulsos e levados para outro vagão. Quando este vagão foi aberto em Auschwitz, viram que todos estavam mortos.
    11Erzsebet Brodt, de 89 anos, posa em Budapeste, 12 de janeiro de 2015. Brodt tinha 17 anos quando foi enviada para Auschwitz-Birkenau junto com sua família. Lembra que, em sua viagem ao campo de prisioneiros, os que estavam doentes e as mulheres grávidas foram expulsos e levados para outro vagão. Quando este vagão foi aberto em Auschwitz, viram que todos estavam mortos. Reuters
  • Imre Varsányi, de 86 anos, posa com uma foto de colegas sobreviventes da Segunda Guerra Mundial, em Budapeste, 12 de janeiro de 2015. Varsányi tinha 14 anos de idade quando ele e sua família foram enviados a Auschwitz –Birkenau. Ele foi o único membro de sua família que sobreviveu. Depois da guerra, Varsányi não falou de Auschwitz durante 60 anos pois sentia-se envergonhado por ter sobrevivido.
    12Imre Varsányi, de 86 anos, posa com uma foto de colegas sobreviventes da Segunda Guerra Mundial, em Budapeste, 12 de janeiro de 2015. Varsányi tinha 14 anos de idade quando ele e sua família foram enviados a Auschwitz –Birkenau. Ele foi o único membro de sua família que sobreviveu. Depois da guerra, Varsányi não falou de Auschwitz durante 60 anos pois sentia-se envergonhado por ter sobrevivido. REUTERS
  • Elzbieta Sobczynska, de 80 anos, que recebeu o número 85536 no campo de extermínio, posa para uma foto em Varsóvia, 7 de janeiro de 2015. Durante o Levante de Varsóvia, quando Sobczynska tinha 10 anos, ela foi enviada com sua mãe a um campo em Pruszkow e depois levada de trem para Auschwitz-Birkenau. Lá, as mulheres, os meninos e as meninas foram separados em blocos diferentes. Sobczynska diz que roubaram sua infância e perdeu a oportunidade de experimentar uma vida diferente.
    13Elzbieta Sobczynska, de 80 anos, que recebeu o número 85536 no campo de extermínio, posa para uma foto em Varsóvia, 7 de janeiro de 2015. Durante o Levante de Varsóvia, quando Sobczynska tinha 10 anos, ela foi enviada com sua mãe a um campo em Pruszkow e depois levada de trem para Auschwitz-Birkenau. Lá, as mulheres, os meninos e as meninas foram separados em blocos diferentes. Sobczynska diz que roubaram sua infância e perdeu a oportunidade de experimentar uma vida diferente. Reuters
  • Stefan Sot, de 83 anos, registrado com o número 192705, posa com uma foto sua tirada durante a guerra, em Varsóvia, 5 de janeiro de 2015. Sot tinha 13 anos em agosto de 1944 quando foi enviado de sua casa a um campo em Pruszkow, antes de ser levado de trem ao campo de Auschwitz-Birkenau. Mais tarde, foi levado para um campo de trabalho, onde trabalhou na cozinha para os oficiais da SS. Depois da guerra, foi tipógrafo em uma gráfica.
    14Stefan Sot, de 83 anos, registrado com o número 192705, posa com uma foto sua tirada durante a guerra, em Varsóvia, 5 de janeiro de 2015. Sot tinha 13 anos em agosto de 1944 quando foi enviado de sua casa a um campo em Pruszkow, antes de ser levado de trem ao campo de Auschwitz-Birkenau. Mais tarde, foi levado para um campo de trabalho, onde trabalhou na cozinha para os oficiais da SS. Depois da guerra, foi tipógrafo em uma gráfica. Reuters
  • Zofia Wareluk, de 70 anos, posa para uma foto em Varsóvia, 12 de janeiro de 2015. Wareluk nasceu em Auschwitz duas semanas antes do campo ser libertado. Sua mãe foi enviada a Auschwitz quando estava grávida de quatro meses.
    15Zofia Wareluk, de 70 anos, posa para uma foto em Varsóvia, 12 de janeiro de 2015. Wareluk nasceu em Auschwitz duas semanas antes do campo ser libertado. Sua mãe foi enviada a Auschwitz quando estava grávida de quatro meses. REUTERS
  • Jadwiga Bogucka, de 89 anos, registrada com o número 86356, posa com uma foto sua de 1944, em Varsóvia, 12 de janeiro de 2015.
    16Jadwiga Bogucka, de 89 anos, registrada com o número 86356, posa com uma foto sua de 1944, em Varsóvia, 12 de janeiro de 2015. Reuters
  • Marian Majerowicz, de 88 anos, registrado no campo com o número 157715, posa para uma foto em Varsóvia, 13 de janeiro de 2015. Majerowicz tinha 17 anos quando foi enviado da cidade polonesa de Myszkov a Auschwitz-Birkenau. No campo, ficou por pouco tempo com seu pai, que lhe disse que sua mãe e seu irmão mais novo foram assassinados nas câmaras de gás. O pai de Majerowicz não sobreviveu à guerra.
    17Marian Majerowicz, de 88 anos, registrado no campo com o número 157715, posa para uma foto em Varsóvia, 13 de janeiro de 2015. Majerowicz tinha 17 anos quando foi enviado da cidade polonesa de Myszkov a Auschwitz-Birkenau. No campo, ficou por pouco tempo com seu pai, que lhe disse que sua mãe e seu irmão mais novo foram assassinados nas câmaras de gás. O pai de Majerowicz não sobreviveu à guerra. REUTERS
  • Bogdan Bartnikowski, de 82 anos, registrado no campo com o número 192731, posa com uma foto de sua família em Varsóvia, 18 de dezembro de 2014. Bartnikowski tinha 12 anos quando ele e sua mãe foram enviados ao campo de Auschwitz-Birkenau. Eles foram levados de um campo a outro várias vezes. Depois da guerra, Bartnikowski trabalhou como piloto e depois virou jornalista e escritor.
    18Bogdan Bartnikowski, de 82 anos, registrado no campo com o número 192731, posa com uma foto de sua família em Varsóvia, 18 de dezembro de 2014. Bartnikowski tinha 12 anos quando ele e sua mãe foram enviados ao campo de Auschwitz-Birkenau. Eles foram levados de um campo a outro várias vezes. Depois da guerra, Bartnikowski trabalhou como piloto e depois virou jornalista e escritor. Reuters
  • Jerzy Ulatowski, de 83 anos, registrado no campo com o número 192823, posa para uma foto em Varsóvia, 12 de janeiro de 2015. Ulatowski foi levado de trem para Auschwitz-Birkenau, quando tinha 13 anos de idade. Em janeiro de 1945, conseguiu escapar com sua família em um momento de pouca vigilância no alambrado que rodeava o campo.
    19Jerzy Ulatowski, de 83 anos, registrado no campo com o número 192823, posa para uma foto em Varsóvia, 12 de janeiro de 2015. Ulatowski foi levado de trem para Auschwitz-Birkenau, quando tinha 13 anos de idade. Em janeiro de 1945, conseguiu escapar com sua família em um momento de pouca vigilância no alambrado que rodeava o campo. REUTERS