A Igreja da Inglaterra aprova a ordenação de bispas

A decisão chega 20 anos depois que as mulheres foram ordenadas As primeiras vagas nas dioceses inglesas poderão ser ocupadas em 2015

O sínodo da Igreja da Inglaterra aprova a ordenação de bispas.
O sínodo da Igreja da Inglaterra aprova a ordenação de bispas.Stefan Rousseau (AP)

As mulheres poderão ser ordenadas como bispas na Inglaterra a partir de 2015. Era o último passo de um processo legislativo que se estendia desde 2012 e que foi aprovado por votação por braço erguido no sínodo da Igreja da Inglaterra (seu organismo legislativo), reunido nesta segunda-feira em Londres.

Mais informações

“Não se trata de usar uma túnica roxa, mas de mudar a cultura da Igreja para que exista igualdade”, disse à rede britânica BBC Hilary Cotton, presidente do movimento Mulheres e Igreja (Watch). Em um ato histórico, os membros do sínodo votaram – na abadia de Westminster e por maioria – a favor de emendar a lei canônica para incluir a possibilidade de que as mulheres possam ser consagradas como bispas, algo que já é praticado na Nova Zelândia, Austrália, Estados Unidos, Irlanda e Canadá.

A votação, que durou alguns minutos, culminou com o processo iniciado em julho quando o sínodo, na época reunido em York (norte da Inglaterra), deu luz verde ao princípio da ordenação de mulheres ao bispado. Depois dessa aprovação, o Comitê eclesiástico do Parlamento e suas duas Câmaras – a dos Comuns e a dos Lordes – tramitaram a legislação correspondente, que nesta segunda-feira recebeu sua sanção final.

Vinte anos depois da ordenação das primeiras mulheres sacerdotes na Inglaterra, em 1994, a porta está agora aberta para que sejam consagradas bispas, algo que se espera que ocorra a partir de janeiro de 2015, quando surgirão vagas em algumas dioceses, como em Southwell, Nottingham, Gloucester, Oxford e Newcastle, segundo informa a BBC.

Em números

  • 7.798 mulheres ordenadas na Igreja da Inglaterra.
  • 1.781 mulheres sacerdote em tempo integral.
  • 29 mulheres bispas da Igreja Anglicana no mundo.
  • 20 anos desde que a primeira mulher foi ordenada.

Uma tentativa anterior de lograr a consagração de bispas foi impedida em novembro de 2012, quando o sínodo geral rechaçou por seis votos aprovar a legislação correspondente depois de meses de discrepâncias entre o setor conservador e o reformista.

Embora finalmente tenha se chegado a um acordo, o assunto da ordenação de bispas ainda causa fricções com outros ramos da igreja anglicana em várias partes do mundo, e o arcebispo de Canterbury, Justin Selby, enfrenta o desafio de preservar a unidade.

Na Inglaterra – as outras regiões têm seus próprios ramos anglicanos – dos 7.798 sacerdotes em tempo integral, 1.781 são mulheres, e as mais veteranas poderiam cobrir vagas de bispo no próximo ano.