Seleccione Edição
Login

Campanha de segundo turno começa com ‘onda Aécio’

Em apenas um dia, candidato tucano recebeu o apoio de três partidos e dois presidenciáveis que deixaram a disputa

Primeira pesquisa pós-primeiro turno aponta senador na frente de Dilma

Aécio anuncia apoios ao lado de Alckmin e Serra em Brasília.
Aécio anuncia apoios ao lado de Alckmin e Serra em Brasília. AFP

A propaganda de televisão do segundo turno começa nesta quinta-feira com a maré a favor do senador Aécio Neves (PSDB). Nesta quarta-feira, a candidatura do tucano recebeu o apoio de três partidos – PV, PSC e PSB, pelo qual se candidatou a ex-senadora Marina Silva – e de dois presidenciáveis que ficaram pelo caminho no primeiro turno. Além disso, pesquisa do instituto Paraná Pesquisas indica que Aécio lidera a disputa com a presidenta Dilma Rousseff pelo Palácio do Planalto. O surpreendente crescimento do tucano na reta final da campanha presidencial foi confirmado pelo levantamento encomendado pela revista Época, que indica que o senador teria 49% dos votos se a votação do próximo dia 26 ocorresse hoje. Já a presidenta Dilma Rousseff aparece com 41%. Outros 10% disseram não saber em quem votar ou não responderam à pesquisa. Considerando apenas os votos válidos, Aécio teria 54%, e Dilma, 46%.

Além de já contar com o apoio de Eduardo Jorge, do PV, e de Pastor Everaldo, do PSC, Aécio aguarda para esta quinta-feira a decisão da ex-senadora Marina Silva, que, apesar de seu partido, o  PSB, já ter se manifestado a favor de Aécio, ainda não definiu se apoiará algum candidato no primeiro turno. Dos presidenciáveis fora do páreo que já se manifestaram sobre a sequência da disputa, apenas Luciana Genro, do PSOL, recomendou à militância do partido que não vote em Aécio, mas a socialista também não aderiu à campanha de Dilma.

A segunda pesquisa acerca do segundo turno, que está sendo produzida pelo instituto Ibope, deve ser divulgada na noite desta quinta-feira, deixando mais claro o cenário em que as campanhas petista e tucana se encontram no início da nova empreitada. No último domingo, o resultado de muitos levantamentos feitos ao longo do primeiro turno, entre eles os da disputa presidencial, conflitaram com os números apurados pelas urnas, pondo em xeque a capacidade das pesquisas de indicar o resultado eleitoral. A pesquisa divulgada nesta quarta-feira, confirma, contudo, o movimento de ascensão da candidatura presidencial do PSDB.

Segundo o instituto Paraná Pesquisas, o senador tucano também aparece na frente na pesquisa espontânea, em que os nomes dos candidatos não são apontados. Nesta categoria, 45% dos 2.080 eleitores entrevistados desde a última segunda-feira até esta quarta-feira votariam em Aécio, e 39% estariam com Dilma. As entrevistas foram feitas em 19 Estados e 152 municípios e a pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01065/2014. O nível de confiança do levantamento é de 95%, com margem de erro de 2,2 pontos para mais ou para menos.

Pelo corte de escolaridade, o levantamento registra um empate técnico dos dois candidatos entre os eleitores apenas com ensino fundamental, com leve vantagem para a presidenta Dilma: 46% a 45%. Já entre os entrevistados com ensino superior completo, o senador tucano lidera com 55% das intenções de voto, contra 34% da candidata à reeleição. Entre as mulheres, Aécio também aparece na frente, com 50% da preferência, enquanto Dilma tem 40%. A diferença é menor quando são considerados apenas os homens: 47% para o tucano e 43% para a petista.

MAIS INFORMAÇÕES