Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Dilma sobe em pesquisa e retoma a possibilidade de vencer no primeiro turno

Segundo o Datafolha, presidenta tem 45% dos votos válidos, contra 31% de Marina Silva

Em um segundo turno, Dilma aparece com 4 pontos a mais que a rival

Dilma Rousseff em campanha nesta semana em Minas Gerais.
Dilma Rousseff em campanha nesta semana em Minas Gerais. EFE

No início do ano, quando o cenário eleitoral ainda era muito diferente de hoje, Dilma Rousseff (PT) chegou a atingir 44% das intenções de votos, o que a deixava muito perto de ganhar as eleições já no primeiro turno.

De lá pra cá, o cenário das eleições brasileiras sofreu uma reviravolta. E agora mostra, novamente, uma virada. De acordo com uma pesquisa Datafolha divulgada no início da noite desta sexta-feira, a presidenta Dilma Rousseff aparece com 40% das intenções de votos, contra 27% de Marina Silva (PSB) e 18% de Aécio Neves (PSDB). Desprezando os votos brancos e nulos, Dilma Rousseff fica com 45% dos votos válidos contra 31% de Marina Silva. Para ganhar no primeiro turno, o candidato deve ter 50% dos votos válidos (descontados os brancos e nulos) mais um.

“Esse resultado é importante porque mostra que diminuiu a chance de haver um segundo turno”, disse à TV Folha Mauro Paulino, diretor-geral do Datafolha. “Mantida a média dos votos brancos e nulos das últimas eleições, que ficaram entre 8% e 9%, e se Dilma subir entre 5 e 6 pontos percentuais, ela liquida a fatura”, diz.

Na projeção de um segundo turno, o cenário também é positivo para a presidenta: Dilma Rousseff teria 47% dos votos e Marina Silva 43%. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Segundo a pesquisa desta sexta, Marina Silva perdeu mais votos na região nordeste, onde caiu nove pontos, enquanto Dilma subiu seis pontos nessa região do país. “São os efeitos da propaganda do medo com a população dessa região que é a maior beneficiada dos programas sociais do Governo, como o Bolsa Família”, diz Paulino.

O primeiro levantamento realizado pelo Datafolha após a morte de Eduardo Campos mostrava Marina Silva com 21% dos votos, contra 20% de Aécio Neves e 36% de Dilma. Mas em um segundo turno, Marina ganharia por 47% contra 43% de Dilma.

Em seguida, um levantamento divulgado no dia 29 de agosto mostrava as duas candidatas tecnicamente empatadas com 34% dos votos no primeiro turno. No segundo turno, Marina Silva ganharia novamente por 50% a 40% contra Dilma.

Outro levantamento, divulgado no dia 10 de setembro, mostrava Dilma ganhando fôlego no primeiro turno, com 36% dos votos, e Marina Silva com 33%. Porém, Marina Silva continuaria ganhando no segundo turno, por 47% contra 43% de Rousseff.

Já o levantamento divulgado na semana passada, Dilma começa a reagir, aparecendo com 37% dos votos no primeiro turno, contra 30% de Marina Silva, porém, as candidatas empatam no segundo turno. A pesquisa de hoje do Datafolha é a primeira que mostra Dilma Rousseff em primeiro lugar no segundo turno, desde a entrada de Marina na disputa.