Seleccione Edição
Login

A saúde de García Márquez está “muito frágil”, segundo sua família

O escritor colombiano, de 87 anos, está recebendo tratamento paliativo por causa de um câncer

A família e os médicos concordaram em não submeter o escritor a um tratamento oncológico

Uma ambulância leva García Márquez de volta para casa.
Uma ambulância leva García Márquez de volta para casa. REUTERS

Horas após a divulgação da notícia de que o escritor colombiano Gabriel García Márquez, de 87 anos, estava recebendo cuidados paliativos em sua casa da Cidade do México, a família emitiu um comunicado em que reconhece que sua saúde “é muito frágil” e que existem riscos de complicações por causa de sua idade.

No comunicado, assinado por sua mulher Mercedes Barcha e seus filhos Gonzalo e Rodrigo, os familiares agradecem as amostra de carinho que recebeu o Prêmio Nobel de Literatura por parte dos amigos e dos meios de comunicação. O escritor está sendo tratado por médicos e enfermeiras que vão até o seu domicílio do bairro de San Ángel, no sul da capital mexicana. “A família agradece estes gestos solidários e pede que se respeite seu intimidem”, continua o comunicado.

O escritor está recebendo cuidados paliativos em sua casa da Cidade do México devido ao câncer que enfrenta, segundo publicou nesta segunda-feira o diário mexicano El Universal. A família do colombiano e os médicos decidiram não submeter o escritor a um tratamento oncológico por sua avançada idade e o desenvolvimento da doença. Uma fonte consultada por EL PAÍS confirmou esta informação.

Citando "fontes confiáveis", o diário mexicano explica que o câncer no sistema linfático que afetou o escritor há uma década se espalhou para outras partes do corpo como o pulmão, o fígado e os gânglios. Horas depois, uma das assistentes de García Márquez, Mónica Alonso, disse à agência DPA que não consta que o escritor tenha câncer. “Nunca ninguém nos falou disso”, assinalou. As dúvidas sobre o estado de saúde do Nobel, que reside no México há mais de três décadas, foram propagadas nas redes sociais com a hashtag #fuerzagabo (Força, Gabo, em português).

No sábado chegou ao México um dos filhos do escritor, o cineasta Rodrigo, residente em Los Angeles. No domingo, o médico Jorge Oseguera o atendeu em casa durante 1h15. Algumas enfermeiras cuidam dele durante boa parte do dia. O entorno de Gabo comentou durante a semana em que ele ficou internado que o jornalista está de bom humor, embora um pouco incomodado com todo o rebuliço midiático gerado ao seu redor.   

O autor de Cem anos de solidão foi hospitalizado no final de março. O filho do escritor, Gonzalo García Barcha, disse na ocasião que não se tratava de nada grave, só de “uma infecção bronquial”. Quando foi transladado de volta para casa em uma ambulância, uma porta-voz do hospital em que esteve internado, o instituto Salvador Zubirán, disse que o escritor estava em estado “muito delicado” e que seguiria o processo de recuperação em sua residência de San Ángel, um bairro situado no sul da Cidade do México. Ela não especificou em que consistiria esse tratamento. Horas antes da chegada de García Márquez, alguns operários levaram até o local uma cama ortopédica.

MAIS INFORMAÇÕES