Morre o embaixador palestino em Praga após uma explosão em sua casa

Fontes do governo checo atribuem o acontecimento ao manuseio de um cofre com um mecanismo de segurança

O embaixador palestino na República Checa, Jamal Mohamed Jamal, de 52 anos, morreu depois de ficar gravemente ferido na manhã do Ano Novo em uma explosão registrada no interior de sua casa em Praga, segundo informa o portal de notícias Novinky. Segundo os relatos oficiais citados por esse meio de comunicação, a explosão ocorreu na abertura de um cofre na residência.

Mohamed Jamal sofreu graves lesões nas extremidades inferiores e superiores. Alguns moradores do bairro disseram que o embaixador e sua família acabavam de se mudar para o local.

Uma fonte do Governo checo citada pela Reuters explicou que em princípio não se atribui o ocorrido a um atentado terrorista, apontando que a explosão foi produzida por um dispositivo de segurança, já que alguns cofres estão dotados de um mecanismo para destruir documentos secretos caso alguém tente forçar a fechadura. Uma fonte palestina informou que o embaixador trasladava a caixa forte de seu domicílio anterior para o novo.

A explosão ocorreu em uma casa de dois andares em uma zona residencial para a qual recentemente tinha se mudado o embaixador com sua família, que estava em casa no momento do acontecimento.