Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Um temporal mata quatro pessoas e mantém em alerta o norte da Europa

Os meteorologistas apontam alto risco de inundações no norte da Alemanha e em Holanda. Dezenas de voos foram suspendidos em Amsterdã e Hamburgo

Porto de Dagebuell, no norte da Alemanha.
Porto de Dagebuell, no norte da Alemanha. AFP

A tormenta Xaver provocou a morte de quatro pessoas no norte da Europa. Além disso, a rede de transportes não está funcionando normalmente e espera-se a maior tempestade em décadas no Mar do Norte.

Dezenas de voos atrasaram ou foram cancelados na Holanda, Alemanha e Escócia e os serviços ferroviários foram fechados em vários países. A ponte Oresund, que liga a cidade sueca de Malmo com Copenhague, está fechada.

Dezenas de milhares de casas ficaram sem eletricidade. Xaver castigou o continente com ventos de até 228 km/h. Na Escócia, um caminhoneiro morreu quando seu veículo foi atingido pelos fortes ventos. Ao menos outras duas pessoas foram feridas pela queda de árvores.

Na Inglaterra um homem morreu devido à queda de uma árvore em Nottinghamshire, no centro do país.

Na Suécia dois marinheiros caíram a 22 km da costa do sul do país no mar Báltico. Os serviços de resgate não conseguiram localizá-los.

Esta noite, espera-se a chegada de uma grande tempestade, a maior em décadas no mar do Norte. A Agência Meteorológica do Reino Unido afirmou que as tempestades poderiam inundar grandes áreas costeiras. Além disso, a entrada do Rio Tâmisa foi fechada para proteger Londres. As autoridades britânicas também evacuaram as casas em Great Yarmouth, no leste da Inglaterra.

Na Holanda, as autoridades declararam alerta máximo de inundação possível em quatro áreas no norte e no noroeste do país. E, pela primeira vez em seis anos, foram ativadas as barreiras de proteção contra os avanços do mar.

Hamburgo em alerta

A cidade portuária do norte da Alemanha prepara-se para ser afetada diretamente pela tormenta Xaver. As previsões meteorológicas afirmam que o temporal poderia ser tão poderoso como a tormenta e inundações que causaram a morte de 315 pessoas em 1962 .

O aeroporto da cidade cancelou todos os voos. "O verdadeiramente perigoso desta tormenta são os ventos, que continuarão durante horas", afirmou o meteorologista alemão Andreas Friedrich, que acrescentou que "o perigo de inundações costeiras é alto".

As autoridades estão recomendando que a população permaneça em suas casas devido ao risco de que árvores sejam derrubados ou os tetos das casas sejam arrancados pelo vento e as condições climáticas extremas no norte de Hamburgo e os estados de Schleswig-Holstein, Baixa Saxônia e Bremen.

Voos cancelados

A linha aérea holandesa KLM cancelou 84 voos no aeroporto de Amsterdã Schiphol e cerca de 20 foram cancelados em Hamburgo.

Também houve cancelamentos em Glasgow, Edimburgo e Aberdeen, que são aeroportos localizados na Escócia.

Todos os serviços ferroviários na Escócia foram cancelados devido aos escombros nas linhas. Além disso, houve interrupção dos serviços no norte da Inglaterra.

A situação da Suécia e Dinamarca é similar, enquanto na Alemanha, a empresa de transporte ferroviária confirmou a interrupção de seus serviços numa faixa no norte do país. O serviço entre Alemanha, Suécia e Dinamarca foi cancelado.