Tribuna
i

O ‘chavismo’ de Bolsonaro e o risco das milícias armadas no Brasil

Aliar a liberação de armas e munições pelo Governo à violência política pode gerar resultados explosivos

O presidente da República, Jair Bolsonaro, assina o decreto que afrouxa controle de armas, em 2019.
O presidente da República, Jair Bolsonaro, assina o decreto que afrouxa controle de armas, em 2019.Wilson Dias/Agência Brasil

Três episódios recentes demonstram o nível de violência que a política brasileira tem ganhado. No primeiro um grupo de quinze atiradores, alguns usando camisetas com a imagem do presidente, se filmam descarregando suas armas em alvos enquanto entoam gritos de “Bolsonaro” e xingamentos ao governador de São Paulo, João Doria. O vídeo foi amplamente compartilhado em redes sociais, inclusive por um dos filhos do presidente....

Mais informações