Morre José Mojica Marins

O adeus a Zé do Caixão, o pai do terror nacional

O cineasta José Mojica Marins morreu na tarde desta quarta-feira, em São Paulo, vítima de uma pneumonia. Ele alcançou reconhecimento internacional com um dos personagens mais simbólicos do cinema brasileiro

Guillermo del Toro

Guillermo del Toro: “Os dogmatismos me aterrorizam”

Cineasta mexicano estreia ‘Histórias Assustadoras para Contar no Escuro’, um filme de terror sobre o poder das mentiras com um protagonista latino. “Quero que o público entenda o que está acontecendo aqui e agora”, diz

Falou a crítica: este é o filme mais aterrorizante de 2018 (e o ano nem terminou)

Chama-se 'Hereditário', é do estreante Ari Aster e faz parte desse subgênero que nunca deixará de nos causar medo por mais que vejamos de novo; uma casa em que as coisas se mexem sozinhas

‘Corra!’, o terror que encanta a todos

Conheça o ‘thriller” de Jordan Peele que conquistou público e crítica nos Estados Unidos

Coluna

Alien, o passageiro perdido de uma nave sem futuro

Hoje, nos despedimos da criatura de Ridley Scott na saída do cinema e vamos comer uma pizza. Antes, ele nos fecundava na poltrona e voltava pra casa com a gente. O que aconteceu?

Cinema

As crianças zumbis chegam ao cinema

Os zumbis sempre foram seres anônimos. Agora, filmes mostram relação entre pais e filhos infectados

Halloween

Como o Halloween derrotou o Dia de Todos os Santos

Festa vem da celebração celta de Samhain, que chegou aos EUA com a imigração irlandesa

Cinema

Morre Wes Craven, o avô do terror

Carreira de Craven, que morreu aos 76 anos de câncer cerebral, foi a de um apaixonado pela sétima arte

O terror é um jogo

Produtos para consoles e PCs buscam fórmulas criativas para assustar o usuário

ENTREVISTA

“Amo meu país, mas ele está cheio de lixo”

Convencido de que passará à história literária na segunda divisão, ele vai ganhando prestígio entre as elites. Entre a era Ford e a de Obama, ele desenhou o frescor do medo para o homem médio americano e para o resto do mundo. Mas ele não se dá a mais mínima importância.