Rainha Elizabeth II respalda a decisão de Harry e Meghan Markle e estabelece “período de transição”

“Eu e minha família apoiamos plenamente o desejo de Harry e Meghan de criar uma nova vida como uma jovem família”, diz a monarca em comunicado

A família real britânica pactou nesta segunda-feira, durante a reunião convocada pela rainha Elizabeth II para apaziguar a crise pública da Monarquia, a abertura de um “período de transição” no qual o príncipe Harry e sua esposa Meghan Markle “passarão um tempo no Canadá e no Reino Unido”, informou a rainha em comunicado difundido pela casa real. “Eu e minha família apoiamos plenamente o desejo de Harry e Meghan de criar uma nova vida como uma jovem família. (...) Há assuntos complexos para minha família resolver e mais trabalho para fazer, mas pedi que nos próximos dias sejam tomadas decisões definitivas", prossegue Elizabeth II na nota.

O comunicado não menciona nenhuma decisão específica sobre as finanças no casal, ainda que afirme que “Harry e Meghan deixaram claro que não querem depender dos fundos públicos en suas novas vidas”.

A decisão foi tomada na reunião convocada por Elizabeth II em uma de suas residências privadas, o palácio de Sandringham (na costa leste da Inglaterra), para apaziguar a crise pública. Estiveram presentes o herdeiro do trono, o príncipe Charles; seu filho e sucessor, o príncipe William; o causador de todo o conflito, o príncipe Harry; e, do Canadá, por chamada telefônica, sua esposa Meghan Markle. Eles foram convocados para pactar um protocolo, além de um plano financeiro e logístico, que permita aos duques de Sussex cortar laços com a família real e reduzir suas obrigações públicas.

O mais visto em ...Top 50