Mistério dos drones não identificados nos céus do Colorado

Avistamentos começaram em meados de dezembro, e ocorreram em diversos condados

Um drone, em um voo de teste.
Um drone, em um voo de teste.CRISTÓBAL GARCÍA / EFE

É um pássaro? Um avião? Não. São drones, muitos deles com luzes intermitentes e envergaduras de quase dois metros. E não se sabe quem os controla e por que sobrevoam de noite as verdes pradarias do nordeste do Colorado e oeste do Nebraska, nos Estados Unidos.

As ligações de alerta se repetem nos escritórios dos xerifes da região. A preocupação se espalha entre as populações rurais afetadas. As redes sociais e a imprensa local espalham o alarme. E algumas autoridades locais se viram obrigadas a lembrar que atirar nos drones é um crime federal. Mas ninguém ainda deu uma explicação.

“Nosso escritório recebeu numerosas ligações de avistamentos de drones sobre nosso condado. Até agora, não sabemos quem é o responsável pelo voo desses drones e quem é seu proprietário. Muita gente afirma tê-los visto sobre suas propriedades. Nossos agentes também os viram. Por favor, sejam pacientes e deixem que nossos esforços de investigações encontrem uma explicação” disse Dave Martin, xerife do condado de Morgan, no Colorado, em uma nota publicada no Facebook no último dia do ano, em que pede aos moradores que lhe enviem fotos e vídeos dos drones para ajudar na investigação.

Circulam teorias de todo tipo. Da Amazon testando um novo sistema de entrega até de que é um cartel mexicano de drogas, passando, claro, por uma expedição alienígena. Entre as hipóteses mais comentadas está a de que fazem parte de um exame do terreno por uma empresa petrolífera e de gás. Mas o fato de voarem de noite não faz sentido.

Esses tipos de aviões não tripulados são utilizados há anos para diversas atividades, como a cartografia, a fotografia e a agricultura. O problema com os drones é que são difíceis de se identificar. Uma lei federal em vigor desde 2015 obriga os operadores dos artefatos a partir de certo tamanho a se registrar, mas não há uma matrícula que permita conectar facilmente o drone com seu proprietário. Na semana passada, a Administração da Aviação Federal (FAA, na sigla em inglês), propôs uma nova regulamentação que exige que os drones sejam identificáveis. A própria FAA abriu uma investigação sobre os misteriosos voos no Colorado e no Nebraska.

Entre as hipóteses mais comentadas está a que fazem parte de um exame do terreno por uma empresa petrolífera e de gás. Mas o fato de voarem de noite não faz sentido

Os avistamentos começaram em meados de dezembro, e já ocorreram em diversos condados. Os agentes tentaram seguir os drones, de acordo com a imprensa local, mas sempre que se aproximavam eles escapavam em outra direção. As autoridades alertam que, apesar da situação incomum, não é algo necessariamente ilegal. “Simplesmente é estranho que ninguém tenha afirmado ‘somos nós’ e tenha assumido a responsabilidade pelos drones”, afirmou no Akron News Reporter, jornal do condado do mesmo nome do Colorado, o xerife adjunto Robbie Furrow.

Na segunda-feira 6 de janeiro, informa o jornal Denver Post, será convocada uma reunião entre os xerifes, departamentos de polícias e agências federais para compartilhar suas até agora infrutíferas investigações. “Acreditamos que essa reunião dará algumas repostas, ou pelo menos contribuirá com o desenvolvimento de um plano para identificar quem está comandando os drones”, disse no Facebook o xerife do condado de Yuma, Todd Combs. “Acho que todos nos sentimos um pouco vulneráveis à intrusão na privacidade da qual gozamos em nossa comunidade rural, mas não tenho uma solução e não conheço nenhuma agora. Tudo o que posso lhes dizer é que não vivam sua vida com medo do desconhecido”, concluiu.


Mais informações

O mais visto em ...

Top 50