Música brasileira

Cassiano, pai do ‘Brazilian soul’, morre de covid-19 aos 77 anos

Parceiro de Tim Maia, o artista foi responsável por sucessos como ‘Primavera’ e ‘Eu amo você'

O cantor e compositor Genival Cassiano.
O cantor e compositor Genival Cassiano.

A cultura brasileira foi roubada de novo nesta sexta-feira: mais um de seus grandes nomes vai embora por causa da covid-19. O cantor e compositor Genival Cassiano, de 77 anos, faleceu nesta tarde no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde estava internado desde o final de abril. Famoso por criar um estilo vocal conhecido como Brazilian soul, Cassiano foi parceiro de Tim Maia, para quem compôs clássicos como Primavera e Eu amo você. Ele também teve composições gravadas por Ivete Sangalo, Marisa Monte, Alcione, Gilberto Gil e Djavan, entre outros. Entre os sucessos cantados pelo próprio Cassiano, destacam-se A lua e eu, que chegou a fazer parte da trilha sonora da novela O grito (que foi ao ar na TV Globo entre 1975 e 1976) e Coleção, que foi febre nacional graças a outra novela global, Locomotivas, em 1977.

Natural de Campina Grande (Paraíba), onde nasceu em 16 de setembro de 1943, Cassiano mudou-se para o Rio de Janeiro em 1960 com o sonho de fazer música. Grande fã de João Gilberto, iniciou-se na bossa nova, formando parte do grupo Bossa Trio —que depois se transformaria na banda de funk, samba e soul Os Diagonais—. Não tardou, no entanto, a conhecer e encantar-se pelo rhythm and blues de músicos como Otis Redding, o soul de Stevie Wonder e outras referências da música afro-americana, além do samba-canção de nomes como Lupicínio Rodrigues.

Por reunir todas essas referências, álbuns de sua discografia, como Apresentamos nosso Cassiano (1973) e Cuban soul (1976), são considerados joias da música soul no Brasil.

Após o sucesso com as trilhas sonoras em novelas, Cassiano foi diagnosticado, em 1978, com tuberculose e precisou retirar um pulmão, o que o obrigou a abandonar a carreira de cantor. No entanto, ele nunca deixou de compor e de se apresentar como músico. Sua discografia conta com dois álbuns com o grupo Os Diagonais, quatro discos como solista e três coletâneas.

Se Tim Maia foi lançado ao estrelato precisamente graças ao LP de 1970 que conta com as composições mais famosas de Cassiano, o próprio compositor permaneceu desconhecido, mas reverenciado pela sua refinada musicalidade entre outros compositores e instrumentistas, que hoje se despedem dele.



Arquivado Em:

Mais informações

Pode te interessar

O mais visto em ...

Top 50