Seleccione Edição
Login
“Se ficar alguma ferida, vai ter valido a pena”; a luta dos voluntários contra o óleo em Pernambuco

“Se ficar alguma ferida, vai ter valido a pena”; a luta dos voluntários contra o óleo em Pernambuco

23 fotos

Moradores de Cabo de Santo Agostinho, Recife e municípios vizinhos se uniram para fazer um mutirão de limpeza na praia de Itapuama. O vazamento de petróleo chegou às praias de Cabo no último fim de semana

Cabo de Santo Agostinho
  • Moradores de Cabo de Santo Agostinho, Recife e outros municípios vizinhos se juntaram nesta terça-feira para fazer um mutirão de limpeza na praia de Itapuama. O vazamento de Petróleo que há quase dois meses vem atingindo o litoral nordestino chegou nas praias de Cabo no último fim de semana.
    1Moradores de Cabo de Santo Agostinho, Recife e outros municípios vizinhos se juntaram nesta terça-feira para fazer um mutirão de limpeza na praia de Itapuama. O vazamento de Petróleo que há quase dois meses vem atingindo o litoral nordestino chegou nas praias de Cabo no último fim de semana.
  • Os trabalhos de limpeza começaram ainda no fim de semana. Neste terça-feira, o material mais denso já havia sido retirado das areias e os voluntários se concentravam em retirar as partículas que ficaram presas nas rochas.
    2Os trabalhos de limpeza começaram ainda no fim de semana. Neste terça-feira, o material mais denso já havia sido retirado das areias e os voluntários se concentravam em retirar as partículas que ficaram presas nas rochas.
  • Outros voluntários também mergulharam na água para retirar as espessas camadas de óleo que ainda estavam submersas. Mesmo usando luvas ou botas, o contato com a substância na pele acabava sendo inevitável.
    3Outros voluntários também mergulharam na água para retirar as espessas camadas de óleo que ainda estavam submersas. Mesmo usando luvas ou botas, o contato com a substância na pele acabava sendo inevitável.
  • “Trouxe água, alguns itens necessários e só. Como não se tem ajuda do governo, juntamos o que temos”, conta Maíra Lisboa, de 28 anos. Esta produtora de audiovisual tentava retirar o óleo preso na rocha com as pás que trouxe de casa. “É realmente uma coisa de autogestão mesmo. Todo mundo está vindo, aprendendo e tentando ver qual é a maneira de fazer, e ajudando no que puder. Estou me dedicando àquilo que minha ferramenta está podendo me ajudar”.
    4“Trouxe água, alguns itens necessários e só. Como não se tem ajuda do governo, juntamos o que temos”, conta Maíra Lisboa, de 28 anos. Esta produtora de audiovisual tentava retirar o óleo preso na rocha com as pás que trouxe de casa. “É realmente uma coisa de autogestão mesmo. Todo mundo está vindo, aprendendo e tentando ver qual é a maneira de fazer, e ajudando no que puder. Estou me dedicando àquilo que minha ferramenta está podendo me ajudar”.
  • Os voluntários também retiraram as algas marinhas que se acumulavam na praia e estavam sujas de óleo.
    5Os voluntários também retiraram as algas marinhas que se acumulavam na praia e estavam sujas de óleo.
  • Um homem que ajuda na limpeza faz uma pausa para descansar.
    6Um homem que ajuda na limpeza faz uma pausa para descansar.
  • Os voluntários permaneceram na praia de Itapuama ao longo de todo o dia tentando deixar o local o mais limpo possível. Estão se mobilizando via WhatsApp e Instagram, assim como através de ONGs locais.
    7Os voluntários permaneceram na praia de Itapuama ao longo de todo o dia tentando deixar o local o mais limpo possível. Estão se mobilizando via WhatsApp e Instagram, assim como através de ONGs locais.
  • A substância retirada era imediatamente colocada em sacos, que serão descartados pela Prefeitura de Cabo.
    8A substância retirada era imediatamente colocada em sacos, que serão descartados pela Prefeitura de Cabo.
  • Todas as orientações de segurança estão sendo passadas pelas organizações, entes públicos e via grupos de WhatsApp. Luvas, botas e máscaras são essenciais para evitar qualquer tipo de dano a saúde.
    9Todas as orientações de segurança estão sendo passadas pelas organizações, entes públicos e via grupos de WhatsApp. Luvas, botas e máscaras são essenciais para evitar qualquer tipo de dano a saúde.
  • Na foto, voluntários atuam para limpar a praia de Itapuama, na tarde desta terça-feira.
    10Na foto, voluntários atuam para limpar a praia de Itapuama, na tarde desta terça-feira.
  • “A gente vê como é difícil tirar o óleo das pedras, e sinceramente não acho que vamos conseguir tirar tudo. Isso vai agravar muito a situação da natureza de agora em diante”, opina a estudante de medicina veterinária Lara Neri, de 23 anos.
    11“A gente vê como é difícil tirar o óleo das pedras, e sinceramente não acho que vamos conseguir tirar tudo. Isso vai agravar muito a situação da natureza de agora em diante”, opina a estudante de medicina veterinária Lara Neri, de 23 anos.
  • Algumas pessoas sentiram náuseas e tiveram que ser encaminhadas para a ambulância do Samu disponibilizada pela prefeitura de Cabo.
    12Algumas pessoas sentiram náuseas e tiveram que ser encaminhadas para a ambulância do Samu disponibilizada pela prefeitura de Cabo.
  • Segundo Rudá Matos, de 26 anos, a mão suja de óleo arde ao ser exposta ao sol. Ele foi um dos voluntários que mergulhou na água suja para retirar a substância que se acumulava no fundo.
    13Segundo Rudá Matos, de 26 anos, a mão suja de óleo arde ao ser exposta ao sol. Ele foi um dos voluntários que mergulhou na água suja para retirar a substância que se acumulava no fundo.
  • A estudante Camille Azevedo, de 24 anos, estava atuando na praia de Itapuama através da ONG Maracaípe Vive. Ela distribuía pela praia água, frutas e sanduíches para os voluntários que atuavam na limpeza. “O pessoal aqui às vezes não tem noção de que está com fome e sede e precisa se hidratar”, explica ela.
    14A estudante Camille Azevedo, de 24 anos, estava atuando na praia de Itapuama através da ONG Maracaípe Vive. Ela distribuía pela praia água, frutas e sanduíches para os voluntários que atuavam na limpeza. “O pessoal aqui às vezes não tem noção de que está com fome e sede e precisa se hidratar”, explica ela.
  • O Exército era um dos órgãos públicos que estavam presentes nesta terça-feira. Soldados se misturavam a voluntários civis para retirar o óleo que ainda estava impregnado nas areias e rochas da praia de Itapuama.
    15O Exército era um dos órgãos públicos que estavam presentes nesta terça-feira. Soldados se misturavam a voluntários civis para retirar o óleo que ainda estava impregnado nas areias e rochas da praia de Itapuama.
  • “Hoje eu venho, amanhã eu venho, e depois também”, garante o estudante de Ciências Biológicas Paulo Vitor, de 19 anos. “Se ficar alguma ferida, vai ter valido a pena. Isso que a gente tá fazendo... Quem é cabense, quem frequenta essas praias, chega e vê uma coisa dessa... É até emocionante”
    16“Hoje eu venho, amanhã eu venho, e depois também”, garante o estudante de Ciências Biológicas Paulo Vitor, de 19 anos. “Se ficar alguma ferida, vai ter valido a pena. Isso que a gente tá fazendo... Quem é cabense, quem frequenta essas praias, chega e vê uma coisa dessa... É até emocionante”
  • O óleo acumulado em uma parte da praia de Itapuama.rn
    17O óleo acumulado em uma parte da praia de Itapuama.
  • Homens da Marinha também se misturaram aos voluntários civis para retirar o óleo acumulado da praia de Itapuama, nesta terça-feira.
    18Homens da Marinha também se misturaram aos voluntários civis para retirar o óleo acumulado da praia de Itapuama, nesta terça-feira.
  • Na foto, soldados do Exército trabalham para colocar um saco com resíduos de óleo acumulado no trator.
    19Na foto, soldados do Exército trabalham para colocar um saco com resíduos de óleo acumulado no trator.
  • Duas mulheres tentam retirar a substância que ficou presa nas rochas da praia.
    20Duas mulheres tentam retirar a substância que ficou presa nas rochas da praia.
  • A estudante Lara Neri já havia se unido a voluntários no sábado, na praia de Muro Alto. “Não existe nenhum tipo de coordenação do poder público. Os voluntários chegam e tentam resolver tudo”, conta.
    21A estudante Lara Neri já havia se unido a voluntários no sábado, na praia de Muro Alto. “Não existe nenhum tipo de coordenação do poder público. Os voluntários chegam e tentam resolver tudo”, conta.
  • Um homem tenta retirar a substância preta que ficou grudada nas rochas da praia da Itapuama.
    22Um homem tenta retirar a substância preta que ficou grudada nas rochas da praia da Itapuama.
  • Um rapaz que está na água exibe os pés cobertos com o óleo preso no fundo.
    23Um rapaz que está na água exibe os pés cobertos com o óleo preso no fundo.