Alemanha

Ataque na Alemanha deixa ao menos dois mortos

Suspeitos atiraram perto de uma sinagoga e a polícia alemã prendeu ao menos uma pessoa. O ataque ocorreu na cidade de Halle, durante o Yom Kippur, dia mais sagrado do ano para o judaísmo

Carro de polícia em local onde ataque a tiros deixou dois mortos na cidade alemã de Halle
Carro de polícia em local onde ataque a tiros deixou dois mortos na cidade alemã de HalleMarvin Gaul (Reuters)

MAIS INFORMAÇÕES

Ao menos duas pessoas morreram em Halle (no leste da Alemanha), depois de pessoas ainda não identificadas dispararem com armas de fogo e fugirem em um veículo, de acordo com fontes da polícia. Segundo veículos de comunicação do país, os tiros foram dados perto de uma sinagoga. Os agressores também atacaram uma loja de comida turca na mesma cidade. O principal representante da comunidade judaica da cidade garantiu que a sinagoga, em que dezenas de pessoas comemoravam o feriado de Yom Kipur, dia mais sagrado do ano para o judaísmo, foi o alvo do ataque. A polícia ainda não confirmou a relação entre o tiroteio e a comunidade judaica. O Ministério Público Federal alemão, responsável por investigar casos de suspeita de terrorismo, se encarregou da investigação dos fatos.

A polícia pediu aos moradores da região que permaneçam em suas casas. Halle é uma cidade de 230.000 habitantes do Estado federado de Sajonia-Anhalt, a 170 quilômetros em direção sudoeste de Berlim. Pelo Twitter, a polícia de Halle informou a prisão de uma pessoa, mas pediu à população que continue em alerta.

Uma testemunha afirmou que viu um homem de capacete e roupa de camuflagem atirar em uma loja de comida turca, informou a televisão N-Tv. Pouco depois, ele teria lançado um artefato, parecido com um rojão, que ricocheteou na fachada antes de explodir. A testemunha também disse que havia entre cinco e seis clientes nas instalações, que se esconderam nos banheiros. O atacante também atirou em uma janela. A testemunha disse ao canal que o atirador usava um traje militar, com capacete ou máscara, e que carregava uma arma automática e o que parecia ser uma granada de mão.

Ainda de acordo com a imprensa alemã, também houve uma troca de tiros a leste de Halle, na área de Landsberg, a 15 quilômetros de distância do primeiro ataque. A polícia confirmou os disparos, mas não informou em quais circunstâncias eles ocorreram. O prefeito de Landsberg afirmou que os autores roubaram um veículo, que usaram para fugir.

Arquivado Em: