Polícia não indicia Neymar por acusação de estupro

Ministério Público tem 15 dias para oferecer denúncia ou pedir arquivamento

Neymar em 4 de maio, em campo pelo Campeonato Francês.
Neymar em 4 de maio, em campo pelo Campeonato Francês. LIONEL BONAVENTURE (AFP)

MAIS INFORMAÇÕES

A polícia de São Paulo decidiu fechar nesta segunda-feira a investigação por violação contra Neymar Jr., 27 anos, jogador do PSG da França e da Seleção Brasileira, por não ter encontrado nenhuma prova de crime. Um comissário da área de defesa da mulher está encarregado das investigações em relação à denúncia apresentada pela modelo brasileira Najila de Souza, no final de maio, em que acusou a jogadora de tê-la estuprado em um hotel em Paris semanas antes. O Ministério Público tem 15 dias para apelar do arquivamento.

Os investigadores encontraram muitas contradições no relato da denunciante, relata o jornal Folha de S.Paulo. Ela registrou a queixa assim que retornou da França para o Brasil. O primeiro e o segundo advogado que assumiram a defesa do modelo abandonaram o caso dias depois alegando as inconsistências da mulher.

As versões do jogador de futebol e do modelo concordam que eles se conheceram através de uma rede social, que ele pagou a ela um voo para Paris e foi para o hotel onde ela estava hospedada. A partir daí, as histórias são diferentes. Ela relatou que o jogador de futebol a agrediu e a estuprou no quarto do hotel depois de ela exigir que ele usasse preservativo. O atleta disse, em um vídeo publicado no dia seguinte, de que o relacionamento sexual foi consentido. O pai do jogador de futebol apontou para uma tentativa de extorsão.

A acusação de estupro abalou os últimos dias de preparação da Seleção Brasileira para a Copa América, que Neymar não disputou porque lesionou um tornozelo durante um amistoso contra o Catar em 5 de junho. A Mastercard chegou a cancelar uma campanha publicitária com ele. A decisão da polícia será um alívio para o jogador que quer deixar o PSG, mas não encontra nenhuma equipe disposta a pagar o que o clube pede — os 222 milhões de euros que pagou pelo jogador, que deseja ir para o Barcelona.

Arquivado Em: