Seleccione Edição
Login

Como fazer as crianças adorarem matemática

Um recurso educativo é uma ajuda ou um meio para favorecer a aprendizagem. Os recursos matemáticos não são mágica

Um recurso educacional é uma ajuda ou um meio para promover a aprendizagem. Os recursos matemáticos não são mágica, mas facilitam muito o aprendizado de matemática pelas crianças. Para entender o papel que representam, é necessário compreender a importância das emoções em todos os processos de aprendizagem.

Quando uma pessoa está aprendendo, antes que a informação seja absorvida de um modo intelectual, ela é processada pelo sistema límbico, onde estão as emoções. Isso nos sugere que o aprendizado é condicionado pelas emoções positivas ou negativas que ocorrem no momento de aprender. Todos nós sabemos que somos principalmente seres emocionais e, em segundo lugar, seres racionais.

Portanto, a emoção abre as portas para o processo de aprendizagem, e por isso é tão importante despertar a curiosidade e o interesse nos meninos e meninas. As crianças prestam atenção naquilo que lhes interessa porque lhes proporciona uma recompensa emocional positiva e não ligam para o que produz uma compensação emocional negativa.

Então, quando você usar um recurso matemático, tenha isso em mente. É preciso criar situações que causem impacto emocional positivo, isto é, que as motivem, excitem ou divirtam. Se também envolverem vários sentidos, melhor ainda, deixarão uma impressão emocional mais eficaz, facilitando o aprendizado.

Além disso, para que você possa garantir que aprendam matemática, é imperativo que as propostas estimulem seu raciocínio lógico-matemático. Isto é, não se trata de usar um recurso porque sim ou porque está na moda, mas tem de ser acompanhado de uma pergunta ou um desafio. Caso contrário, o cérebro se acomoda e não "se esforça" para aprender.

Existem centenas de recursos que você pode usar em casa ou na sala de aula, e eu indicarei meus três grupos favoritos.

1. MATERIAIS MANIPULATIVOS

São projetados para que as crianças possam visualizar muitos conceitos matemáticos. Sem eles, a matemática é abstrata e, em muitos casos, incompreensível para elas. Há uma grande diversidade, eu recomendo três dos mais usados:

1. As barras numéricas

São uma coleção de barrinhas de madeira que representam os números de 1 a 10. Cada número tem um comprimento e uma cor diferente. Com eles você pode consolidar a noção de número, descobrir relações numéricas e também estudar medidas e geometria. Recomendo usá-las dos 5 aos 16 anos.

2. Os policubos

São cubos encaixáveis úteis para entender as tabelas de multiplicação, as frações e os gráficos estatísticos. Podem ser usados a partir dos 5 anos e até os primeiros níveis do ensino médio.

3. Os blocos lógicos

Permitem fazer atividades que desenvolvam o raciocínio lógico, como séries, classificações e mudança de qualidades. Ideal para crianças dos 3 aos 12 anos.

2. JOGOS DE TABULEIRO

Para aprender matemática de uma forma duradoura, você precisa ativar a memória de longo prazo; ou seja, não se trata de aprender as tabelas de multiplicação para o exame da semana que vem, mas é necessário que as crianças as aprendam para sempre. É aqui que entram os jogos de tabuleiro: servem para consolidar o aprendizado.

Quando as crianças brincam em casa ou em sala de aula, estão fortalecendo o aprendizado. Existem centenas de jogos, do clássico ludo a jogos tremendamente matemáticos como o Código Secreto.

3. LIVROS E CONTOS

Existem muitas obras literárias para que as crianças se aproximem da matemática a partir da leitura. Algumas permitem revisar ou expandir conhecimentos matemáticos por meio dos jogos, desafios e curiosidades.

Se você quiser começar sua biblioteca de matemática, sugiro três títulos para três faixas etárias diferentes.

1. Quatro Cantinhos de Nada (de 3 a 6 anos)

2. Cuentacuentos (a partir de 3 anos, se for para nós lermos, e até 7 anos)

3. Matemática Mente (a partir de 7 anos)

Os recursos matemáticos são elementos básicos no ensino da matemática e deveriam estar em todas as casas e salas de aula, pois permitem que as crianças aprendam com prazer.

Para escolher as propostas mais adequadas para seus filhos ou os seus alunos, recomendo que você leve em conta a versatilidade do recurso, pois assim poderá ser usado para diferentes conteúdos ou graus de dificuldade.

*Malena Martín é matemática, professora do ensino médio, formadora de docentes e famílias em matemática manipulativa e lúdica e diretora do site www.aprendiendomatematicas.com.

MAIS INFORMAÇÕES