Seleccione Edição
Login

VÍDEO | Lula: “Virou norma no Brasil condenar por manchetes dos jornais”

Em entrevista exclusiva ao EL PAÍS e à 'Folha', o ex-presidente diz ser favorável à apuração de denúncias, mas critica falta de provas nos processo em que foi condenado e o tratamento da imprensa sobre os casos

Lula em sua primeira entrevista desde a prisão.

Neste trecho da entrevista ao EL PAÍS e à Folha de S.Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva diz que um presidente da República não tem como "interferir na burocracia do BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social] para [conseguir um] empréstimo". Ele respondia a acusações de que conhecia esquemas de corrupção admitidos pela Odebrecht em países como Peru e Venezuela. O petista menciona o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, "o rapaz que está preso aqui, que fez a denúncia", para dizer que o delator mudou de versão para acusá-lo sob instrução do advogado.

O ex-presidente também reclama do trabalho da imprensa. "A coisa mais fácil do mundo é a imprensa investigar pra você. Aqui no Brasil virou norma: você é condenado pelas manchetes dos jornais. Quando o processo sair, se saiu que você não cometeu nada, você já está condenado", reclama. Ao longo das duas horas de entrevista, Lula voltou a se defender das acusações que o levaram à prisão e fez críticas ao Governo de Jair Bolsonaro.

MAIS INFORMAÇÕES