EUA oferecem um milhão de dólares de recompensa pelo filho de Bin Laden

Hamza bin Laden é considerado “líder emergente” da Al Qaeda pelo Departamento de Estado norte-americano

Hamza bin Laden, à direita, com seu pai, em 2001.
Hamza bin Laden, à direita, com seu pai, em 2001.Getty

Mais informações

Os Estados Unidos oferecem até um milhão de dólares (3,75 milhões de reais) como recompensa por informações que levem à captura de Hamza bin Laden, um dos filhos de Osama bin Laden, considerado um “líder emergente” da Al Qaeda disposto a vingar a morte de seu pai.

Hamza é o filho de uma das três esposas sobreviventes de Osama bin Laden, Khairiah Sabar, que vivia com seu marido no imóvel de Abbottabad, perto de uma grande base militar paquistanesa, onde o militante saudita foi assassinado por forças especiais dos EUA, em 2 de maio de 2011.

Desde então, Hamza fez declarações públicas para conclamar seus seguidores a travarem uma guerra em Washington, Londres, Paris e Tel Aviv. Ele é considerado o braço direito do atual líder da Al Qaeda, Ayman al Zawahiri, o sucessor de Bin Laden à frente da organização terrorista.

Hamza bin Laden casou-se em meados do ano passado com a filha de Mohamed Atta, principal perpetrador dos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos. A união foi confirmada por dois meios-irmãos do falecido militante suicida, Ahmad e Hassan al Attas. A família relatou então que Hamza ocupava uma posição graduada dentro da Al Qaeda e poderia estar no Afeganistão.