Seleccione Edição
Login

‘Roma’, a primeira obra em espanhol nomeada para melhor filme no Oscar

O diretor Alfonso Cuarón recebe quatro indicações, e seu filme concorre em dez categorias

Alfonso Cuarón, durante filmagem de 'Roma'.

Roma, de Alfonso Cuarón, conseguiu 10 indicações ao Oscar 2019. Pela quinta vez, um filme compete ao mesmo tempo pela estatueta de melhor filme e de melhor filme em língua estrangeira. Ninguém conseguiu a dobradinha — o melhor filme de língua estrangeira sempre levou o prêmio nessa categoria — e nunca uma produção de língua não inglesa conseguiu o Oscar de melhor filme. O drama mexicano recebeu indicações nas categorias mixagem e edição de som, melhor atriz (Yalitza Aparicio), melhor atriz coadjuvante (Marina De Tavira), melhor direção de arte, melhor filme, melhor filme em língua estrangeira, direção, fotografia e roteiro original, as quatro últimas indicações para Cuarón. Só outro filme em língua estrangeira havia conseguido tantas indicações: O Tigre e o Dragão. Netflix, a plataforma digital que produziu Roma, sabe perfeitamente que é seu momento e apostou todo seu poder publicitário para ganhar o prêmio principal com o filme mexicano.

Roma concorre na categoria de melhor filme com Pantera Negra, Green Book - O Guia, Infiltrado na Klan, Bohemian Rhapsody, A Favorita, Nasce uma Estrela e Vice. É a primeira vez que um filme de super-heróis (Pantera Negra) entra nessa categoria. Spike Lee foi indicado pela primeira vez como melhor diretor (embora seja sua quinta vez entre os indicados ao Oscar) graças ao Infiltrado na Klan. Com Lee estão Cuarón, Pawel Pawlikowski, com Cold War - Guerra Fria (uma das surpresas), Yorgos Lanthimos, com A Favorita, e Adam McKay, com Vice. E, pela primeira vez na história da Academia, dois dos cinco candidatos à melhor direção são também de filmes de língua estrangeira.

A Favorita obteve outras 10 indicações (mas duas de suas atrizes concorrem na mesma categoria de melhor atriz coadjuvante); Green Book - O Guia recebeu oito indicações (o longa ganhou o prêmio do Producers Guild Award de melhor filme); Bohemian Rhapsody também chega à premiação com oito indicações. Pantera Negra recebeu sete indicações e Infiltrado na Klan, seis.

Yalizta Aparicio, a protagonista de Roma, concorre contra Glenn Close (A Esposa), Olivia Colman (A Favorita), Lady Gaga (Nasce uma Estrela) e Melissa McCarthy (Poderia me Perdoar?). Close, que lidera as pesquisas, alcançou sua sétima indicação. Mas nunca ganhou.

Entre as rivais De Tavira na categoria de atriz coadjuvante estão Amy Adams (Vice), Emma Stone (A Favorita), Rachel Weisz (A Favorita) e Regina King (Se a Rua Beale Falasse).

Cold War - Guerra Fria, do polonês Pawel Pawlikowski, conseguiu três indicações: de fotografia, direção e filme em língua estrangeira. Nessa categoria o favorito é, naturalmente, Roma. Os dois filmes disputam o Oscar com Assunto de Família, do japonês Hirokazu Kore-eda (o vencedor da Palma de Ouro em Cannes), Cafarnaum, da libanesa Nadine Labaki (que venceu o prêmio do júri no festival francês) e Nunca Deixe de Lembrar, do alemão Florian Henckel von Donnersmarck, que já ganhou o Oscar por A Vida dos Outros. Deixe de Lembrar também recebeu uma indicação de melhor fotografia.

O favorito na categoria de melhor ator é Christian Bale, com Vice, que concorre com Willem Dafoe (No Portal da Eternidade), Viggo Mortensen (Green Book - O Guia), Rami Malek (Bohemian Rhapsody) e Bradley Cooper (Nasce uma Estrela). Apenas Cooper interpreta um personagem de ficção, embora inspirado em Eddie Vedder, do Pearl Jam; os outros personagens são recriações de pessoas reais. Na categoria de coadjuvantes entraram Sam Rockwell (Vice), Sam Elliott (Nasce uma Estrela), Richard E. Grant (Poderia me Perdoar?), Adam Driver (Infiltrado na Klan) e Mahershala Ali (Green Book). Exatamente como na categoria de melhor ator: apenas Elliott interpreta um personagem fictício.

MAIS INFORMAÇÕES