Como aplicar o método de limpeza de Marie Kondo na vida digital

A japonesa está agradando na Netflix com ‘Ordem na Casa com Marie Kondo’. E se aplicarmos estratégias similares de organização na nossa vida digital?

Marie Kondo.
Marie Kondo.Getty Images

MAIS INFORMAÇÕES

A japonesa Marie Kondo introduziu seu método de limpeza KonMari em 2011 com o livro A Magia da Arrumação. A Netflix lançou este ano a série Ordem na Casa com Marie Kondo, que se tornou um dos programas mais vistos (é o que diz a Netflix). Podemos aplicar as recomendações da japonesa (com forte base na eliminação, já estamos deixando claro) à nossa vida digital?

Para resumir muito, a proposta de Marie Kondo se baseia na ordem e também na eliminação. Elimine muita coisa. Mas muita-muita. E é por aí que seguirão as dicas neste artigo. Se você não está disposto a renunciar a sua síndrome de Diógenes, não continue lendo. Ou, sim, faça o que quiser.

  • emails

Marie Kondo não gosta de papéis. "Meu princípio básico para organizar papéis é jogá-los todos fora", afirma no livro A Magia da Arrumação. "Não há nada mais irritante do que os papéis. Afinal de contas, nunca te inspiram alegria, não importa o quão cuidadosamente você os guarde."

Da mesma forma, você pode (e deve) aplicar algo semelhante à sua conta de e-mail: primeiro, pense que a caixa de entrada é um local de passagem, não um catálogo de e-mails e de arquivos, nem lista de tarefas. Todos os serviços ou programas de correio eletrônico permitem que você crie subpastas separadas (aproveite o fato de que os e-mails têm a opção de programar filtros que fazem com que uma mensagem que contenha uma determinada palavra no assunto ou venha de um remetente específico vá automaticamente para uma pasta). Guarde somente os importantes. Não tenha medo de apagar por blocos.

Nunca é demais cancelar tantas assinaturas que (admita) você nem abre mais.

Um dos problemas que encontramos é que geralmente checamos o correio cronologicamente. Em vez disso, eles deveriam ser classificados de acordo com a importância ou urgência. Existem métodos como o GTD (Getting Things Done, criado por David Allen) que recomendam a organização segundo certas categorias, que poderiam ser o remetente, o assunto ou, como propõe Allen, o momento em que você agir em relação ao conteúdo dos emails (o GTD propõe a classificação em ações futuras, projetos, em espera e algum dia).

  • Aplicativos

Começamos pelo email porque toma muito tempo. Em seu livro, Marie Kondo propõe, no entanto, que a tarefa de organizar papéis (o equivalente) seja feita em um estágio mais avançado. O método KonMari começa com roupas, que é a categoria mais fácil de arrumar. Esta corresponderia, de acordo com a revista Wired, aos aplicativos. A principal recomendação de Kondo é apenas manter as coisas que te dão alegria (sugere que você pegue cada peça de roupa nas mãos e perceba se ela traz felicidade).

Podemos adotar o método KonMari? Vá para o local onde está a lista dos seus aplicativos e pense em como você se sente com cada um deles. (Se dão boas vibrações e se você se sente bem com eles, não pense se pode ser útil porque, desse modo, você acabará mantendo todos). Você não é capaz? Então, exclua os que não usou no último mês. Sem medo. De todo modo, é provável que o seu celular já tenha feito isso, embora o ícone continue intacto.

Em seguida vem a parte da organização. O mais lógico é que na primeira tela coloquemos os aplicativos que mais usamos. Existe a possibilidade de fazer pastas por categorias (redes sociais, multimídia, trabalho, etc.), mas, na verdade, a melhor maneira é usar o buscador do celular toda vez que você quiser encontrar um aplicativo.

  • Redes sociais

É aqui que o método de Marie Kondo pode ser aplicado com mais precisão. Se você parar para pensar, realmente é importante entrar tanto no Twitter, Instagram ou Facebook? Não acontece de a cada vez que você entra na rede do passarinho você se deparar mais e mais com acrimônia, amargura ou mensagens dispensáveis? Bem, comece por revisar as pessoas que está seguindo e aplique o que Kondo propõe: este perfil lhe causa felicidade? Não? Pois então, fora. Isto, obviamente, pode ser aplicado a outras redes, embora saibamos que eliminar completamente suas contas pode ser difícil. Porque, não nos enganemos, muitos de nós nos queixamos da atmosfera de histeria, discussões e falsas notícias espalhada nas redes, mas muitos continuam lá, então, talvez, para eles seja precisamente isso que dá alegria.

Como é o método KonMari?

O pilar fundamental do método KonMari (nome que vem da mescla das letras do seu nome e sobrenome) se baseia em jogar coisas fora e conservar apenas o que for essencial e que nos faz felizes. Algo que, conforme explica, deve ser feito de uma vez e sem deixar pela metade.

O método recomenda organizar por categorias, não por locais. Portanto, devemos fazer um trabalho de pesquisa em toda a casa e reunir tudo o que temos da mesma categoria: primeiro as roupas, continuando com os livros, os papéis, os objetos variados, que ela chama de komono, e finalizando com os objetos sentimentais.

Arquivado Em: