Brexit: Parlamento britânico derrota proposta de May para saída da UE

Plano de saída do Reino Unido da União Europeia recebeu 432 votos contra e 202 votos a favor.

Agora, a primeira-ministra tem três dias para apresentar uma nova proposta

Brexit
Uma manifestante contrária ao Brexit, em frente ao Parlamento de Reino Unido, nesta terça-feira. REUTERS

O Parlamento britânico votou contra o acordo firmando com a União Europeia para a saída do Reino Unido do bloco, impondo uma derrota histórica à primeira ministra Theresa May. Agora, o cronograma do Brexit, que previa completar a saída em 29 de março, fica incerto. O acordo havia sido negociado pelo Governo de May com os sócios comunitários. Bruxelas, que estudava as fórmulas políticas e jurídicas necessárias para lembrar um possível atraso do Brexit, pode prorrogar o período de negociação para a saída do Reino Unido da UE. Nas últimas horas antes da votação, a primeira-ministra May intensificou a pressão sobre os parlamentares britânicos para que apoiassem o acordo. Não o respaldar, em sua opinião, "seria algo catastrófico".

Agora, a primeira-ministra tem três dias para apresentar uma nova proposta, mas o líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, anunciou que vai apresentar amanhã uma moção de censura. Antes de Corbyn anunciar a moção, Theresa May tomou a palavra para enfatizar que "a votação desta noite não diz nada sobre o que é apoiado, nada sobre como, nem sequer se pretende-se respeitar a decisão que as pessoas tomaram no referendo" favorável ao Brexit.

A líder conservadora da Câmara dos Comuns, Andrea Leadsom, confirmou que a moção de censura será debatida nesta quarta-feira ao longo de todo o dia. Nada menos do que 118 deputados dos 317 deputados conservadores votaram contra a proposta de sua líder. É mais do que um terço.

MAIS INFORMAÇÕES