Seleccione Edição
Login

“Você acha que pode resolver tudo no grito, Bolsonaro”, as frases do debate da RedeTV

Daciolo não citou a Ursal, hit do confronto passado, mas sempre se referiu "à nação brasileira"

Marina interpelou Bolsonaro e foi aplaudida.
Marina interpelou Bolsonaro e foi aplaudida. REUTERS

O segundo debate entre os candidatos a presidente da República foi em tom cordial. Quando tudo se encaminhava para a monotonia, a presidenciável da Rede Sustentabilidade, Marina Silva, aproveitou uma resposta mal elaborada de Jair Bolsonaro (PSL) sobre a brecha salarial de gênero e a falta de oportunidades de trabalho para mulheres para esquentar o estúdio da RedeTV! e roubar a cena. Chegando a aproximar-se fisicamente do ex-capitão do Exército, ela encurralou Bolsonaro. Veja os melhores momentos, em frases:

De Bolsonaro para Marina:

"Temos aqui uma evangélica que defende um plebiscito para aborto e para a maconha e quer agora defender a mulher"

De Marina para Bolsonaro:

"Você acha que pode resolver tudo no grito, na violência. Nós somos mães, nós educamos os nossos filhos. A coisa que uma mãe mais quer é ver um filho ser educado para ser um cidadão de bem, e você fica ensinando para o nosso jovem que tem que resolver as coisas na base do grito, Bolsonaro. Você um dia desses pegou a mãozinha de uma criança e ensinou como se faz para atirar"

De Ciro Gomes (PDT) para Geraldo Alckmin (PSDB):

"Vou chamar o Alckmin mais uma vez para o debate, quer dizer, para o ringue"

Bolsonaro para com Cabo Daciolo (Patriota): 

"Um pai não quer chegar em casa e ver o filho brincando de boneca"

De Alckmin respondendo a Guilherme Boulos, que repetiu a fórmula de que os "50 tons de Temer" estavam representados no debate:

"Dos 50 tons de Temer, 40 são vermelhos, porque eles [eleitores do PT] que elegeram o Temer como vice da Dilma"

De Boulos em resposta a Alckmin:

"Pelo visto, a carapuça serviu"

Cabo Daciolo (Patriota), que dessa vez não citou a conspiração sobre a Ursal:

"Sirvo ao Deus das causas impossíveis. Creio que serei o próximo presidente da República"

MAIS INFORMAÇÕES