Seleccione Edição
Login

Cristiano Ronaldo deixa o Real e fecha com a Juventus

Clube espanhol confirma a transferência do craque para o futebol italiano por 100 milhões de euros

Cristiano Ronaldo CR7 Juventus
Cristiano Ronaldo celebra a 13ª Champions do Real Madridi em Cibeles. AFP

A trajetória de Cristiano Ronaldo no Real Madrid chegou ao fim. O atacante português, de 33 anos, diz adeus ao clube merengue nove temporadas depois. Ele foi contratado em julho de 2009 e, em julho de 2018, vai para a Itália, negociado por 100 milhões de euros, onde vestirá a camisa da Juventus. Termina, assim, uma história de amor e gols: 450 em 438 partidas pelo Real, o maior artilheiro de todos os tempos da equipe madridista, acima de outros mitos como Raúl González (323) e Alfredo Di Stéfano (308). Cristiano conseguiu em sua etapa em Chamartín dois títulos espanhóis, duas Copas do Rei, duas Supercopas da Espanha, quatro Champions League, três Supercopas da Europa e três Mundiais de Clubes, somando 16 taças com o clube. Também ganhou quatro Bolas de Ouro

"Acho que chegou o momento de abrir uma nova etapa em minha vida e por isso pedi ao clube que aceite me transferir. Peço a todos, e muito especialmente a nossos torcedores, que me compreendam. Refleti muito e concluí que chegou o momento de um novo ciclo", escreveu Cristiano em uma carta publicada no site do clube.

O português tinha contrato até 2021. Em sua última renovação –no segundo semestre de 2016– afirmou que não seria seu último contrato com o clube, que se via jogando até os 40 anos. Vai embora antes do previsto depois de estudar a oferta da Juve, a única que chegou à sede do clube desde que em meados do ano passado Jorge Mendes, seu agente, rastreou o mercado em busca de uma saída para seu jogador. CR7 buscava um aumento de salário que o Real não estava disposto a lhe oferecer. Primeiro porque melhorou o contrato dele na última renovação –de 18 milhões de euros (81 milhões de reais) para 23 milhões de euros (104 milhões de reais)– e segundo porque não estavam inclinados a fazer loucuras por um jogador que em fevereiro completará 34 anos. A Juve lhe pagará 30 milhões de euros (135 milhões de reais) líquidos por ano.

O Real decidiu abrir mão de sua estrela porque, conforme disseram no domingo ao EL PAÍS fontes do clube, a situação com Cristiano tinha ido “longe demais”. Não só pelas frases que pronunciou em Kiev no fim de maio e que estragaram a festa da 13ª Champions, como também porque já fazia um ano que o cabo de guerra vinha sendo constante, assim como os embates que o jogador vinha travando. O contínuo “fico, vou, fico, vou” estourou a paciência de todos. Essa situação, avaliaram no clube, não poderia continuar. Por isso entendem que a saída de Cristiano, que está de férias na Grécia com a família, é o melhor para as duas partes.

MAIS INFORMAÇÕES