Seleccione Edição
Login

Nara Almeida: a luta pela vida e a morte da ‘instagrammer’ comovem as redes sociais

Quatro milhões de seguidores acompanharam o tratamento da influenciadora digital contra um câncer

Nara Almeida
Nara Almeida em uma foto no Instagram.
Madri / São Paulo

A morte da jovem influenciadora digital Nara Almeida comoveu as redes sociais do Brasil, onde mais de quatro milhões de seguidores acompanharam o tratamento da instagrammer contra um raro câncer no estômago. Nara Almeida (como era conhecida Elyanara Almeida Feitosa Bonfim) morreu em um hospital de São Paulo nesta segunda-feira, 21 de maio, aos 24 anos, após dez meses de uma batalha pública contra a doença, que se alastrou para outros órgãos do corpo. A família da jovem autorizou a doação das córneas dela, como era seu desejo.

A notícia do falecimento de Nara Almeida ocorreu através do Instagram, canal que a jovem escolheu para narrar sua luta contra o câncer. Coube ao namorado dela, o modelo Pedro Rocha, comunicar a morte de Nara nas redes sociais, através de uma mensagem com uma foto do casal.  "Infelizmente a Nara faleceu na noite passada, depois de tanta luta minha vontade era tê-la pra sempre, mas ela merecia descansar. Sua morte deixa um vazio enorme no meu coração", escreveu.

Desde que descobriu o raro câncer no estômago, em agosto de 2017, Nara Almeida compartilhava detalhes do tratamento na rede social. Cada passo de sua luta contra a doença foi dividida com seus milhões de seguidores: durante quase 10 meses, contou sobre suas internações no hospital, as visitas que recebia de amigos e o apoio incondicional de seu namorado. Sempre mostrando-se otimista e confiante na cura. "Será sempre minha inspiração, me fazendo enxergar o mundo de uma maneira melhor. Tenho certeza que ela vai continuar transmitindo sua força pra muita gente, porque esse era o objetivo dela", completou o namorado e também instagrammer.

Nascida em João Lisboa, no Maranhão, Nara atraiu também a solidariedade de famosos. O jogador Alexandre Pato (Tianjin Quanjian) pagou por seis meses de tratamento, após se comover com uma mensagem da jovem de que cada dose dos remédios que necessitava custava em torno de 14 mil reais.Em uma rede social, lamentou a morte da jovem, a quem chamou de "guerreira". A morte de Nara Almeida foi lamentada por várias outras celebridades brasileiras, entre elas a atriz Tatá Werneck (21 milhões de seguidores no Instagram) e a apresentadora Adriane Galisteu.

Foi também através do Instagram que Nara Almeida revelou aos seus seguidores o desejo de reencontrar a mãe, a quem não via desde a infância (ela e a irmã foram criadas pelos avós). O reencontro ocorreu graças à atriz Larissa Manoela (que tem mais de 14 milhões de seguidores no Instagram), que se comoveu com a história da influenciadora digital e pagou as despesas da viagem da mãe da jovem, a cabeleireira Eva Maria Almeida Feitosa, que vive em Roraima.

A mensagem de anúncio do falecimento de Nara Almeida, compartilhada pelo namorado, já recebeu quase 2 milhões de interações.

MAIS INFORMAÇÕES