Seleccione Edição
Login

Isadora Williams se apresenta na final da patinação artística nos Jogos Olímpicos de Inverno

Patinadora é a primeira representante do Brasil a chegar na decisão do esporte, que acontece nesta quinta (22), a partir das 22h

Isadora Williams patinação artística Ver galeria de fotos
Isadora Williams comemora a vaga na final ao lado dos técnicos Igor Lukanin e Kristin Fraser. AFP

Ao se apresentar com a música "Hallelujah", escrita por Leonard Cohen e cantada por K. D. Lang, no último dia 20 de fevereiro, Isadora Williams fez história na patinação artística dos Jogos Olímpicos de Inverno, que acontecem em Pyeongchang, Coreia do Sul: ela se tornou a primeira patinadora representante do Brasil a chegar em uma final do esporte. Nesta quinta (22), a partir das 22h, a atleta compete ao lado de outras 23 atletas pela chance de alcançar uma medalha.

Isadora teve a maior nota de sua carreira nas eliminatórias, alcançando os 55,74 pontos, marca que a colocou no 17º lugar geral. Nos Jogos anteriores, de Sochi 2014, ela ficou em último lugar entre as 30 participantes, com uma pontuação de 40,37. Agora em 2018, ela se classificou a frente de belgas, suíças e francesas com boas colocações em torneios anteriores e naturalmente privilegiadas por treinarem em países muito tradicionais nos esportes de inverno. As três primeiras colocadas fizeram, na fase classificatória, 82,92, 81,61 e 78,87 pontos – foram, respectivamente, as russas Alina Zagitova, Evgenia Medvedeva e a canadense Kaetlyn Osmond.

Com 22 anos, a patinadora representa o Brasil, mas é natural da cidade de Marietta, no estado de Geórgia, Estados Unidos. Isadora tem mãe brasileira e pai norte-americano e, segundo eles, tem o desejo de representar o país da mãe desde que começou no esporte. Apesar da nacionalidade ficar clara com o sotaque nos vídeos que grava para a internet, a atleta já disse que "nada se compara à alegria de subir no pódio ouvir o hino nacional brasileiro tocar"; inclusive, após se classificar à final, Isadora confessou ter se inspirado no hit da cantora Anitta, "Vai Malandra", que ouve no aquecimento. O melhor resultado da história do Brasil nas Olimpíadas de Inverno foi com Isabel Clark, no snowboard, nos Jogos de Turim 2006: um nono lugar.

MAIS INFORMAÇÕES