Seleccione Edição
Login

Uma menina pede à Zara para ser modelo masculino (e aqui está a resposta)

A gigante do 'low cost' responde à carta viral em que uma pequena inglesa lhes pedia para posar com roupas para meninos

Uma das fotos da menina com roupas da Zara Boys.
Uma das fotos da menina com roupas da Zara Boys.

Eliza Brichto, uma menina inglesa de 7 anos, se tornou viral na semana passada depois de escrever à Zara pedindo para ser modelo de sua coleção masculina. E a irmã mais velha do grupo Inditex não demorou para responder a seu pedido.

“Querida Zara, eu me chamo Eliza e tenho sete anos. Estou escrevendo porque gostaria de ser modelo da Zara Boys. Vocês podem pensar que é um pouco estranho que uma menina use roupa de menino, mas deixe-me contar minha história. Quando tinha quatro anos dei uma olhada na Zara Girls, mas a roupa não me convenceu; depois fiz o mesmo na seção de meninos e fiquei encantada. Agora, só vou comprar roupas lá. Sou fã número 1 de vocês, por favor, aceitem minha oferta para ser modelo na seção Zara Boys”, dizia a carta que comoveu a Internet.

A história continua causando manchetes depois que a Zara respondeu ao pedido da pequena. Como relata sua mãe, Jess Brichto, no Facebook, a gigante do Inditex não deixou passar a oportunidade de conhecer Eliza. “Boa notícia! Recebemos resposta da Zara e convidaram Eliza para ir à sua sede na Espanha, para uma visita, conhecer seus estilistas e falar com eles sobre sua carta! Iremos dentro de uma semana”, escrevia emocionada a mãe.

A carta da pequena à Zara.
A carta da pequena à Zara.

A pequena juntou à carta várias fotografias suas com roupas da seção de meninos da Zara para mostrar como fica bem com elas. Segundo declaração da mãe ao The Independent, Eliza decidiu que queria ser modelo da Zara Boys para demonstrar que as meninas também podem usar roupas de meninos e incentivá-las a fazer isso, já que estava preocupada com o que estava perdendo. “Depois de obrigá-la a usar um vestido de dama de honra aos três anos, e com todo mundo lhe dizendo como estava linda, decidiu que não queria nunca mais usar um vestido daqueles”, afirma.

Levando em conta que a Zara já lançou roupas unissex, como a coleção de casacos que neste inverno eram mostrados tanto por homens como por mulheres em seu site, assim como a linha Ungendered (peças básicas unissex, neutras para todos os gêneros), quem sabe a visita de Eliza ao escritório central do Inditex possa torná-la a primeira menina com roupa de menino para a gigante galega.

MAIS INFORMAÇÕES