Champions League

Barcelona enfrentará o Chelsea, campeão inglês, nas oitavas da Champions League

Equipe catalã jogará contra o time londrino de David Luiz, Willian, Hazard e Morata

Morata, no último duelo do Chelsea contra o West Ham no Campeonato Inglês.
Morata, no último duelo do Chelsea contra o West Ham no Campeonato Inglês.Alastair Grant (AP)

MAIS INFORMAÇÕES

A julgar por seu currículo, o Chelsea era uma das piores equipes (a outra era o Bayern) que o Barcelona poderia esperar nas oitavas de final da Champions League. A sorte não foi favorável ao time catalão, que pegará o atual campeão inglês na disputa por uma vaga entre os oito melhores do torneio continental. O duelo de ida será em 20 de fevereiro no estádio Stamford Bridge, e a volta em 14 de março, no Camp Nou. O time de Ernesto Valverde, que terminou o grupo D como líder, caiu no sorteio com a equipe de Antonio Conte, segunda colocada no grupo C, que também tinha a Roma (primeira colocada) e o Atlético de Madrid (terceiro). Apesar de não ter sofrido para garantir a vaga nas oitavas, o Chelsea parece já ter desistido da luta pelo bicampeonato inglês, pois é apenas o terceiro colocado na tabela, com 32 pontos, a 14 do líder Manchester City.

“Hoje, para nós, é impossível pensar na luta pelo título. Para competir é preciso continuidade, e nós não a tivemos”, salientou Conte após a derrota frente ao West Ham no fim de semana. Na temporada passada, sem competições europeias, o Chelsea se impôs com comodidade na Inglaterra, somando 93 pontos e apenas cinco derrotas. Nesta temporada, a boa fase acabou. “Não é possível ganhar o título se, nesta época do ano, já tiver perdido quatro jogos”, completou o técnico italiano. Sem chances na Premier League, o Chelsea voltará todas as suas energias para o duelo contra o Barcelona. Um risco ainda maior quando se soma o bom momento de Hazard e, sobretudo, de Morata. O belga é o jogador-símbolo do Chelsea, pois à sua capacidade de desequilibrar e fazer gols une-se à qualidade: depois de superar seus problemas físicos, reencontrou-se com sua melhor versão e já soma cinco tentos e duas assistências na Premier.

Já Morata atropelou o período de adaptação. O atacante espanhol, formado nas categorias de base do Real Madrid, chegou à Inglaterra e começou a colecionar gols. Soma nove em 15 jogos no Campeonato Inglês, uma estatística menos chamativa no âmbito europeu – apenas um gol em cinco jogos na Champions. O ex-madridista ainda não sabe como é comemorar um gol próprio contra o time principal do Barcelona.

Nos últimos anos, o Barça x Chelsea virou um clássico da Champions. Desde a temporada 1999-2000, quando se encontraram nas quartas, enfrentaram-se em 12 ocasiões no torneio continental. Antes, haviam coincidido em três duelos na extinta Taça das Feiras na temporada de 1965-1966. O retrospecto não poderia ser mais equilibrado: cinco vitórias para cada lado, e cinco empates.

O último confronto foi nas semifinais da Champions 2011-12. O Chelsea venceu o Barça em Stamford Bridge (1 a 0) e empatou no Camp Nou (Messi perdeu um pênalti). A equipe, então comandada por Di Matteo, ficou com a taça após derrotar o Bayern na final. Foi uma espécie de vingança para os ingleses. Na campanha 2008-09, foi o Barça que eliminou o Chelsea nas semifinais, antes de se sagrar campeão em Roma diante do Manchester United.

Arquivado Em: