Temer passa bem após procedimento cirúrgico e deve sair do hospital na segunda-feira

Presidente voltou a ser internado com retenção urinária e passou a noite em terapia semi-intensiva

O presidente Michel Temer em Brasília no dia 18 de setembro
O presidente Michel Temer em Brasília no dia 18 de setembro EVARISTO SA / AFP

Mais informações

O presidente da República, Michel Temer, voltou a ser internado na noite desta sexta-feira em decorrência de um problema urológico. De acordo com informações do Palácio do Planalto, ele deu entrada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, com um “quadro de retenção urinária por hiperplasia benigna da próstata” e passou por um procedimento cirúrgico. Em coletiva de imprensa na manhã deste sábado, a equipe médica do hospital afirmou que o presidente passa bem e deve ter alta na próxima segunda-feira.

"Ele fez um procedimento em Brasília e depois deu entrada neste hospital no dia de ontem [sexta] onde foi revisado e passou pelo procedimento de ressecção da próstata. Clinicamente, ele está muito bem. Passou pela unidade semi-intensiva. Foi para o apartamento, está estável. Não houve nenhuma intercorrência e deve receber alta na segunda-feira", afirmou o cardiologista do Roberto Kalil Filho Kalil, de acordo com o site de notícias G1.

Na última quarta-feira, Temer teve um mal estar em Brasília e foi levado ao Hospital das Forças Armadas onde, segundo sua assessoria, passou por "uma sondagem vesical de alívio por vídeo", que consiste na passagem de uma sonda pelo canal urinário com o objetivo de esvaziar a bexiga. Temer recebeu alta no mesmo dia, poucas horas antes de a Câmara rejeitar a segunda denúncia criminal contra o peemedebista.

Mais informações