O enigma de Joshua Tree: um casal morto a tiros e abraçado sob uma árvore

Autoridades localizam em um parque da Califórnia os corpos de dois jovens que estavam desaparecidos

Rachel Nguyen e Joseph Orbeso.
Rachel Nguyen e Joseph Orbeso.

20 e 22 anos. Mulher e homem. Desapareceram em julho passado durante uma excursão pelo parque nacional Joshua Tree, no sul da Califórnia. Na semana passada, equipes de resgate os acharam mortos, abraçados, sob uma árvore e com ferimentos de arma de fogo. Uma pistola, registrada em nome do rapaz, estava a poucos metros dos cadáveres. As autoridades trabalham com a hipótese de assassinato seguido de suicídio.

Rachel Nguyen e Joseph Orbeso iniciaram há quase três meses uma viagem pelo Parque Nacional Joshua Tree. Celebravam o aniversário da jovem. Depois de dormirem num hotel rural, o casal saiu para numa excursão e nunca mais voltou. Naquele mesmo dia, um guarda do parque encontrou o carro deles vazio, perto de uma trilha.

O desaparecimento desencadeou uma grande operação de busca que incluiu unidades caninas, helicópteros e dezenas de investigadores a pé. O pai de Orbeso também se uniu ao trabalho. Finalmente, em 15 de outubro, um guarda do parque alertou sobre a presença de dois cadáveres no fundo de uma vala, sob uma árvore.

Mais informações

“Com base nos indícios colhidos no local, os detetives acreditam que Orbeso atirou em Nguyen e depois em si mesmo”, afirmou em nota o xerife da região. As autoridades desconhecem o motivo por trás das ações de Orbeso. “Só podemos especular. Não temos suficientes indícios para determinar o porquê dos disparos”, disse a porta-voz policial Cindy Bachman.

Segundo as primeiras informações, os corpos dos jovens estavam apenas parcialmente vestidos. “Tinham posto a roupa deles para cobrir as extremidades inferiores e se protegerem do sol. Pareciam estar racionando comida e que não tinham água”, acrescentaram as autoridades, num boletim com informações adicionais. A área onde eles morreram é extremamente seca e, durante o verão, pode ser insuportavelmente quente. A trilha onde os corpos foram achados é considerada de nível “moderado”.

Um amigo próximo a Orbeso, Austin Young, defendeu no Facebook que “Joseph não tinha matado Rachel com má intenção. Só os tirou do sofrimento. Talvez tenham se perdido e estivessem sofrendo com temperaturas superiores aos 35 graus centígrados de calor. Escolheram uma morte rápida ao invés de uma lenta e dolorosa”. Young também afirmou que seu amigo tinha levado uma pistola para se proteger caso fossem atacados por animais.

Um tio de Nguyen disse ao jornal Desert Sun que a família acredita que ela se feriu e passou por uma situação de estresse; sua camiseta estava amarrada na testa. Orbeso teria cuidado dela, e depois atirado para abreviar seu sofrimento. “As autoridades nos relataram que, com base no posicionamento dos corpos, parecia um homicídio-suicídio solidário. Não temos nenhum ressentimento com Orbeso e sua família”, afirmou Son Nguyen.