Seleccione Edição
Login

Ataque com faca deixa dois mortos na Finlândia

Polícia não descarta motivação terrorista; agressor foi preso após ser contido com tiro na perna

atentado em Turku, na Finlândia
Agentes de polícia no local do ataque em Turku, na Finlândia, nesta sexta-feira AFP

Um homem matou duas pessoas a facadas nesta sexta-feira em Turku, no sul da Finlândia, deixando também seis feridos, segundo fontes policiais e hospitalares. As forças de segurança locais informaram pelo Twitter que uma pessoa foi detida e que outros suspeitos estão sendo procurados, mas ainda se desconhecem as razões do ataque. Segundo a televisão pública finlandesa YLE, foram ouvidos tiros antes das facadas, e perto do local do ataque há uma pessoa caída no chão cujo corpo foi coberto.

"Uma jovem gritou muito numa esquina da praça. Vimos um homem na praça que brandia a faca que tinha na mão", contou à YLE uma testemunha que não quis dar o seu nome. O diretor da polícia, Seppo Kolehmainen, afirmou que “é muito cedo” para saber se houve motivações terroristas por trás do ataque. “A vinculação ao terrorismo internacional não pode ser excluída nem confirmada”, acrescentou ele em entrevista coletiva.

A ministra de Interior, Paula Risikko, relatou que até o momento as forças de segurança não estão tratando o fato como um ataque terrorista, embora ela tenha advertido que a linha de investigação poderia mudar. Ela também informou que o centro de Turku voltou a ser considerado seguro, e que o presidente Sauli Niinisto está a caminho de lá para se informar sobre o ocorrido.

“Várias pessoas foram apunhaladas no centro de Turku. Pede-se às pessoas que evitem o centro da cidade”, dizia num primeiro momento a polícia regional do sudoeste da Finlândia em sua conta oficial do Twitter. Depois do ataque, os agentes dispararam numa das pernas do suspeito, do qual ainda se desconhece a identidade, e o detiveram.

Turku é uma cidade de 180.000 habitantes, a terceira maior do país, na região sudoeste de Lounais-Suomi. O ataque aconteceu na zona comercial de Puutori por volta de 16h40 (10h40 em Brasília). As autoridades retiraram os transeuntes da área e a inspecionaram em busca de possíveis cúmplices do agressor. As forças de segurança finlandesas também reforçaram a segurança no aeroporto e na estação ferroviária de Helsinque, a capital.

"O Governo está acompanhando de perto a situação em Turku, e há uma operação policial em curso", afirmou o primeiro-ministro da Finlândia, Juha Sipila, numa mensagem publicada na sua conta do Twitter. Em 2012, o então primeiro-ministro Jyrki Katainen sobreviveu a um ataque com faca durante uma campanha para eleições municipais. O agressor sofria de distúrbios psíquicos e não foi julgado.

Em junho, o SUPO (serviço de inteligência da Finlândia) elevou em um grau o nível de risco de atentados no país, depois de receber informações de projetos “relacionados ao terrorismo” na Finlândia. Esse risco, que era considerado como “leve” até então, agora é “elevado”, ou seja, o segundo maior nível numa escala de quatro.

MAIS INFORMAÇÕES