Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

“Só quero ir para casa”, diz a menina alemã que se uniu ao Estado Islâmico em Mossul

Imprensa alemã divulga que Linda Wenzel está ferida nas duas pernas

Linda Wenzel Estado Islâmico
Linda Wenzel, rodeada de soldados iraquianos. YouTube

Linda Wenzel, a adolescente alemã presa na semana passada em Mossul (Iraque) por integrar o Estado Islâmico (EI), disse que se arrepende de ter se unido aos terroristas e que só quer voltar para sua família. Veículos de comunicação alemães publicaram que conseguiram entrevistá-la na enfermaria de um complexo militar em Bagdá, onde está em tratamento por ferimentos a bala nas duas pernas.

“Só quero ir para casa com minha família”, disse a jovem a uma rede jornalística integrada pela NDR e WDR e o jornal Süddeutsche Zeitung. “Só quero ir para longe daqui. Quero me afastar da guerra, de tantas armas, do barulho”, acrescentou.

Segundo a publicação, a garota tem machucados leves na coxa esquerda e outro no joelho direito, que sofreu durante o ataque de um helicóptero, segundo suas próprias declarações. Linda W. fugiu há um ano da casa de sua mãe em Pulsnitz, um pequeno povoado perto de Dresden, para viajar para a Síria para reunir-se com um jihadista por quem se apaixonou pela internet, e acabou em Mossul ao lado de combatentes do EI. A jovem disse que está arrependida, que quer ser extraditada para a Alemanha e que cooperará com as autoridades.

A procuradoria de Dresden confirmou que a menina tinha sido localizada e identificada no Iraque e que está recebendo apoio consular, mas não pôde precisar quais são suas circunstâncias exatas. Ela e as outras quatro alemãs detidas em Mossul podem enfrentar pena de morte no país árabe por terem se casado com combatentes do EI e ingressar no grupo terrorista.

A Alemanha esteve investigando há um ano o desaparecimento da adolescente e seus supostos contatos com jihadistas para preparar um possível ato de terrorismo. A procuradoria conseguiu rastrear que a menor viajou para a Turquia com a intenção de chegar à Síria ou Iraque, mas depois perdeu seu rastro. Até que encontrou novas pistas que finalmente levaram a sua localização.

MAIS INFORMAÇÕES