NAUFRÁGIO NA COLÔMBIA

Naufrágio de barco turístico deixa ao menos dez mortos e dez desaparecidos na Colômbia

Acidente aconteceu na represa Peñol-Guatapé, a cerca de 80 quilômetros de Medellín

A embarcação 'O Almirante' segundos antes de naufragar.
A embarcação 'O Almirante' segundos antes de naufragar.

MAIS INFORMAÇÕES

A embarcação El Almirante, que levava 150 turistas, naufragou neste domingo na represa Peñol-Guatapé, em Antioquia, no noroeste da Colômbia. Margarita Moncada, porta-voz da unidade de prevenção e atenção a desastres da região, confirmou em declaração à Rádio Caracol que ao menos dez pessoas morreram e outras dez continuam desaparecidas.

Sobreviventes afirmaram à mídia local que os passageiros não usavam coletes salva-vidas e que o naufrágio teve início depois que ouviram um sol alto. O barco estava perto da costa, o que permitiu que outras embarcações que estavam no local ajudassem no socorro às vítimas. Os vídeos que registraram o acidente se espalharam rapidamente pelas redes sociais e serviram de alerta às autoridades, que conseguiram chegar rápido ao local.

A secretária de Governo do Departamento, Vitória Eugenia Ramírez, disse que não houve colisão com outro barco, mas que as causas do acidente ainda não foram esclarecidas. A operação de resgate tem apoio da Força Aérea, da Marinha, do Exército e da Polícia.

“Nossas aeronaves e tripulações estão prontas e preparadas para retirarem as pessoas que estiverem em estado mais grave e necessitem de atendimento imediato”, disse a Força Aérea em nota. As vias de acesso ao povoado mais próximo, Guatapé, foram fechadas ao tráfego de veículos particulares. Neste fim de semana, um feriado prolongado na Colômbia, essa região do país é uma das mais visitadas por turistas nacionais e estrangeiros.

Minutos após ser informado sobre o acidente, o presidente Juan Manuel Santos ofereceu ajuda do governo nacional para o resgate dos passageiros.

A maioria dos trajetos nessa represa é para fins turísticos. O passeio geralmente dura uma hora, e inclui uma explicação da história da represa, propriedade das Empresas Públicas de Medellín.

Arquivado Em: