Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine
Ataques em Londres

Estado Islâmico assume a autoria do atentado em Londres

O EI afirma que os três terroristas são combatentes de sua organização, informa a agência Amaq

As forças de segurança recolhem provas no lugar do ataque.
As forças de segurança recolhem provas no lugar do ataque. AFP

O Estado Islâmico (EI) assumiu no domingo, 4 de junho, a autoria do atentado ocorrido sábado em Londres, informou a agência associada Amaq por meio de um comunicado divulgado pela agência France Presse. “Uma unidade de segurança de combatentes do EI perpetrou os ataques de ontem em Londres”, afirma no comunicado. Pelo menos sete pessoas perderam a vida e outras 48 ficaram feridas, 21 delas com gravidade.

O atentado foi perpetrado na noite de sábado, quando uma van atropelou deliberadamente transeuntes na ponte de Londres para dirigir-se depois para o mercado de Borough, nas proximidades, onde três homens com facas apunhalaram indiscriminadamente os pedestres. A polícia os abateu em apenas oito minutos e disparou mais de 50 tiros. Nos últimos momentos do domingo, a polícia informou que identificou os três agressores e que revelará sua identidade “assim que seja possível em termos operacionais”.

O atentado do sábado é o terceiro em três meses. Os três foram assumidos pelo EI. A polícia trabalha com a hipótese de que os autores do ataque na London Bridge possam pertencer a uma célula terrorista mais ampla, e até o momento prendeu 12 pessoas por sua possível vinculação com o ocorrido, depois de efetuar várias blitze em Barking, bairro do leste de Londres. Segundo afirmaram em um documento, entre os presos estão cinco homens entre 27 e 55 anos (este último foi colocado em liberdade posteriormente) e sete mulheres entre 19 e 60 anos. Todos foram presos por “ato de terrorismo”.

MAIS INFORMAÇÕES