_
_
_
_

Estado Islâmico reivindica autoria de ataque contra resort em Manila

Vários homens abriram fogo de forma indiscriminada, segundo testemunhas

Mais informações
Seis anos do conflito na Síria, uma guerra mundial de baixa intensidade
Estados Unidos matam por engano 18 milicianos aliados em um ataque na Síria
EUA dizem ter destruído e danificado 20% da capacidade aérea do regime sírio
Molenbeek, um ano depois: mais radicais, mais vigiados

Vários homens armados abriram fogo, nesta quinta-feira, num complexo turístico em Manila, capital das Filipinas, informaram as autoridades do resort. O Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria do atentado, perpetrado por lobos solitários, segundo o grupo de inteligência SITE. A polícia e a SWAT se posicionaram ao redor do Resorts World Manila por volta da 1h30 (14h30 no horário de Brasília). O complexo – formado por um hotel, um cassino, um shopping e um cinema – informou, através do Twitter, que foi isolado pelas forças de segurança após o ataque e que os atiradores ainda não haviam sido identificados. Segundo a Reuters, um porta-voz do Exército das Filipinas afirmou pouco depois que a polícia já controlava a situação no local sob a supervisão do Exército.

Após o isolamento, a polícia filipina começou a evacuar o complexo turístico – localizado próximo ao aeroporto de Manila –, informaram os jornais locais citados pela agência Efe. Diversas testemunhas afirmaram que ambulâncias e veículos dos bombeiros também se dirigiram ao hotel, onde se vê uma densa fumaça, de acordo com uma fonte citada pelo jornal Inquirer.

Um funcionário do resort informou ao site local Rappler que um grupo de homens armados e mascarados penetrou no hotel e abriu fogo de forma indiscriminada. O funcionário, identificado como Roberto Palao Junior, disse que as balas atingiram um número indeterminado de pessoas. Outros empregados relataram que o tiroteio ocorreu no segundo andar, mas não deram outros detalhes. Só disseram que alguns clientes do hotel fugiram pelas janelas com o início dos disparos. A CNN nas Filipinas informou que explosões também foram ouvidas. A empresa dona do imóvel declarou pelo Twitter que colabora com a polícia “para garantir que todos os clientes e funcionários estejam a salvo”. “Pedimos suas orações neste momento difícil”, publicou a Resorts World Manila na rede social.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
_
_