FC Barcelona

Luis Enrique: “Não serei treinador do Barcelona na próxima temporada”

Técnico asturiano afirma que não continuará pelo desgaste das três temporadas

Luis Enrique, durante jogo contra o Sporting Gijón.
Luis Enrique, durante jogo contra o Sporting Gijón.Quique García (EFE)

MAIS INFORMAÇÕES

Avisaram a Luis Enrique que a pergunta que havia respondido seria a última. Então, ao invés de se levantar e sair, continuou: iria acabar a entrevista coletiva de uma forma diferente, disse. “Não serei o treinador do FC Barcelona na próxima temporada. É uma decisão muito difícil para mim, muito meditada, muito pensada. Mas preciso ser fiel e justo com o que penso. Nessa temporada tive uma reunião com Albert Soler e com Robert Fernández [diretor do departamento profissional do clube e diretor esportivo, respectivamente] na qual já avisei que existia a possibilidade de que não renovasse meu contrato. Eles me disseram, em nome do clube, que eu não tivesse nenhuma pressa, que iriam esperar que eu me certificasse”. E chegou o dia. “O motivo é minha maneira de viver a profissão, a busca incessante de melhorar minha equipe. Irá me fazer bem descansar um pouco ao final da temporada”.

O treinador, que em sua primeira temporada dirigindo a equipe conseguiu conquistar o triplete (três títulos em uma mesma temporada) como o Barcelona já havia feito com Pep Guardiola poucos anos atrás – é o único time espanhol que conseguiu tal façanha, e em duas ocasiões –, quis finalizar seu discurso agradecendo ao clube a confiança depositada nele ao longo de toda a sua trajetória, desde sua época de jogador até agora. “Quando pensaram que tinha capacidade para treinar o Barcelona B e depois quando pensaram em mim para treinar a equipe principal nesses três anos que serão inesquecíveis”, disse. E acrescentou: “Restam três meses apaixonantes em que estaremos em todas as competições, estamos na final da Copa do Rei, teremos a oportunidade de buscar o título do Campeonato Espanhol e, se tudo der certo, também de reverter o resultado na partida da Champions League”, disse se referindo à partida de volta das oitavas de final contra o PSG (4x0 na ida). “Dedicação máxima e exclusiva nesses três meses”, afirmou, como se quisesse enviar uma mensagem de unidade a todos os torcedores do Barcelona.

Arquivado Em: