Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Trump inventa incidente de segurança na Suécia e suecos zombam no Twitter

Um ex-primeiro-ministro sueco pergunta “o que teria fumado” o republicano

No sábado, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez um comício no aeroporto de Orlando (Flórida). Diante de seus seguidores, o republicano defendeu as medidas aplicadas desde que tomou posse, há quase um mês. Uma de suas decisões mais polêmicas é o veto imposto a imigrantes procedentes de sete países de maioria muçulmana, medida suspensa pela justiça norte-americana. Durante a cerimônia, Trump defendeu as restrições fazendo referência a um suposto incidente na Suécia que não chegou a detalhar. Um tuíte do jornalista norte-americano Steve Kopack, retuitado mais de 23.000 vezes, mostra o momento exato em que Trump o menciona.

Trump, ao falar de terrorismo, menciona continuamente um incidente que aconteceu ontem à noite na Suécia. Não houve incidente algum na Suécia na noite passada.

Trump, ao falar de terrorismo, menciona continuamente um incidente que aconteceu ontem à noite na Suécia. Não houve incidente algum na Suécia na noite passada.

Suécia? Ataque terrorista? O que ele andou fumando? Muitas perguntas

No vídeo, Trump afirma: “O importante é isso. Temos de manter nosso país seguro. Vejam o que está acontecendo. Temos que manter nosso país seguro. Vejam o que está acontecendo na Alemanha. Veja o que aconteceu na noite passada na Suécia. Na Suécia! Quem poderia pensar... Suécia! Eles receberam muitos refugiados. Estão tendo problemas que nunca acreditaram ser possíveis. Vejam o que está acontecendo em Bruxelas. Vejam o que está acontecendo em todo o mundo”.

Os primeiros surpreendidos foram os próprios suecos, que responderam com ironia nas redes sociais a respeito do último incidente de segurança inventado pela equipe de Trump. Mais cedo, sua chefe de campanha nas eleições, Kellyanne Conway, justificou o veto aos imigrantes falando do massacre de Bowling Green, que jamais aconteceu, e seu chefe de imprensa, Sean Spicer, falou sobre outro ataque fictício que teria acontecido em Atlanta. A Embaixada da Suécia nos EUA já pediu explicações oficialmente à Casa Branca sobre as declarações de Trump. Uma das reações mais importantes foi a de Carl Bildt, ex-primeiro-ministro sueco entre 1991 e 1994.

Outros usuários do Twitter reagiram com ironia ao falso atentado mencionado por Trump, brincando com clichês sobre a Suécia –como o cozinheiro sueco dos Muppets. Durante todo o fim de semana os tuiteiros usaram as hashtags #swedenincident e #lastnightinsweden para zombar das palavras de Trump. Existe até mesmo uma conta criada neste sábado dedicada exclusivamente ao incidente.

Aqueles que apontam os suspeitos

Segundo a Casa Branca, quatro pessoas foram presas na noite passada na Suécia depois de um imenso massacre contra a moda há alguns anos

Quatro extremistas responsáveis pelo incidente na Suécia ainda não foram capturados. Se você vir essas pessoas, chame Donald Trump imediatamente

Imagens nunca vistas até agora sobre o incidente na Suécia

Autoridades suecas anunciar que pode haver um cúmplice

Trump acredita que o grupo terrorista Ikea pode estar por trás dos acontecimentos

Os que alongam a piada sobre a Ikea

Depois dos terríveis acontecimentos do incidente na Suécia, a Ikea ficou sem estoques disto

Parece que as notícias são como os móveis da Ikea. Você tem que montá-los sozinho

Foi obra da Al-Ikea

É claro que o incidente na Suécia aconteceu. Estou preso há três dias andando pela Ikea

Imagens de desespero esmagador

Aqueles que se compadecem com as falsas vítimas do falso incidente

Meu coração está com todos aqueles afetados pelo Massacre das Almôndegas suecas. Vigília na Ikea ao anoitecer

Esta noite todos somos Suécia

Para cada retuíte que conseguir, doarei cinco dólares imaginários contra o ataque terrorista na Suécia

Minhas orações e pensamentos estão com o povo de Boling Grön #JeSuisIkea

Aqueles que imaginam o que realmente aconteceu naquela noite na Suécia

O presidente Trump se refere ao horrível incidente que aconteceu ontem à noite na Suécia. Aqui, uma foto do caos

Toda a Suécia nega os fatos. Sofrem claramente da síndrome de Estocolmo

Aquele de aplauso lento

Toda Suécia nega os fatos. Claramente sofrem a síndrome de Estocolmo

MAIS INFORMAÇÕES