Seleccione Edição
Login

Menina de sete anos pede emprego no Google, e CEO da empresa responde por carta

“Se continuar trabalhando duro, poderá conseguir qualquer coisa”

Menina de sete anos pede emprego no Google, e CEO da empresa responde por carta

Chloe Bridgewater é uma menina britânica de sete anos de idade que vive em Hereford, a 100 quilômetros de Birmingham. Há pouco tempo viu um documentário sobre os escritórios do Google na Califórnia (Estados Unidos). Ficou fascinada pelo ambiente de trabalho e se animou a escrever para o CEO da empresa, Sundar Pichai, para lhe pedir emprego, como conta seu pai, Andy Bridgewater, num post no Linkedin. Esta é a tradução da carta –a original, em inglês, escrita à mão, pode ser lida aqui.

Querido chefe do Google

Meu nome é Chloe, e quando for grande gostaria muito de trabalhar no Google. Também quero trabalhar numa fábrica de chocolate e nadar nos Jogos Olímpicos, já nado aos sábados e terças-feiras. Meu pai me disse que posso me sentar em pufes e guiar karts se trabalhar no Google. Também gosto de computadores, e tenho um tablet com jogos.

Meu pai me deu um jogo em que mexo um robô de cima para baixo. Disse que seria bom para mim que aprendesse sobre computadores. Meu pai disse que me arranjará um computador algum dia. Tenho sete anos, e meus professores disseram para minha mãe e meu pai que vou muito bem na escola e que sou boa soletrando e lendo e nas minhas contas.

Meu pai me disse que se continuar sendo boazinha e aprendendo um dia poderei ter um emprego no Google. Minha irmã Hollie também é muito inteligente, mas ela gosta de bonecas e de se fantasiar. Meu pai me disse para lhe enviar um pedido de emprego no Google. Na verdade não sei o que é, mas ele disse que por enquanto uma carta serve.

Obrigada por ler minha carta, só enviei outra antes, e foi para o Papai Noel.

Tchau.

Chloe Bridgewater, sete anos

O pai enviou a carta para o escritório do Google na Califórnia. A história poderia ter parado por ali, mas o receptor da missiva não ignorou Chloe. Esta é a resposta do diretor executivo do Google à menina britânica, que seu pai compartilhou no Linkedin -onde acumula 261.000 likes e 6.500 comentários- e no Twitter. Este é o tuíte, e abaixo dele está a tradução em português.

Querida Chloe

Muito obrigado por sua carta. Fico contente por você gostar de computadores e de robôs e espero que continue aprendendo sobre tecnologia. Acho que se você continuar trabalhando duro e perseguindo seus sonhos poderá alcançar tudo aquilo a que se propuser, desde trabalhar no Google até nadar nos Jogos Olímpicos. Espero receber seu pedido de emprego quando tiver terminado a escola.

Meus melhores votos para você e para sua família

Minha filha de sete anos escreveu para o chefe do Google pedindo emprego, ela não cabe em si de contente porque ele respondeu! Obrigado

Sinceramente,

Sundar Pichai

CEO

Após compartilhar a resposta do CEO do Google, o pai de Chloe se mostrou muito agradecido no Linkedin: “Dizer que ela ficou muito contente depois de receber a carta do próprio é pouco. Agora tem ainda mais vontade de se esforçar na escola e de trabalhar no Google. Não tenho como agradecer o bastante por uma pessoa tão ocupada ter conseguido tempo para que o sonho de uma menina ficasse um passo mais perto. Claro, não estou certo se ela sabe que guiar karts e dormir em pufes não é só o que se faz no Google”.

O autor da resposta, Pichai (1972), é há dois anos o diretor executivo do Google. Segundo perfil dele feito pela Bloomberg, cresceu na Índia, na cidade de Chennai. De origem humilde, “sempre se destacou como o mais inteligente de sua geração”, segundo um de seus professores no artigo. Conseguiu bolsa para estudar na Universidade de Stanford (Califórnia) e começou a trabalhar no Google em 2004.

MAIS INFORMAÇÕES